28 de fevereiro de 2010

Zagueiro do Stoke diz que não teve maldade em lance com Ramsey


Em jogo marcado pela terrível lesão do meia Aaron Ramsey, o Arsenal venceu o Stoke City por 3 a 1, neste sábado, e voltou à briga pelo título do Campeonato Inglês. Com o resultado, a equipe londrina chegou a 58 pontos, três a menos que o líder Chelsea, derrotado por 4 a 2 para o Manchester City.

O Stoke City entrou em campo para manter a boa fase, já que não havia perdido uma única vez em 2010. E a equipe da casa conseguiu sair à frante logo aos 8 minutos, com Pugh.

Precisando da vitória para manter suas esperanças de título, o Arsenal foi para cima e empatou com Bendtner, aos 32 minutos, ainda na primeira etapa.

O segundo tempo começou disputado e, aos 21 minutos, aconteceu o lance que marcou a partida. Após uma entrada dura de Shawcross, o meia Aaron Ramsey sofreu uma fratura na perna direita. A cena - que fez lembrar da lesão do brasileiro Eduardo da Silva, há dois anos - deixou os jogadores do Arsenal atordoados.

A partida foi reiniciada, e o Arsenal marcou duas vezes nos acréscimos, vencendo os rivais por 3 a 1. Na comemoração do segundo gol, o espanhol Cesc Fabregas homenageou Ramsey, levando a mão à perna direita,

Ironicamente, Shawcross foi a grande novidade na convocação da seleção inglesa para o amistoso contra o Egito, na quarta-feira, em Wembley. A relação com os atletas foi divulgada após a partida, mas estava pronta desde a véspera.


video

Dunga convoca Grafite e Carlos Eduardo

A seleção brasileira terá o reforço de dois jogadores do futebol alemão para o amistoso contra a Irlanda nesta terça-feira. Dunga convocou Grafite, do Wolfsburg, para substituir Luís Fabiano, cortado da lista por lesão. De quebra, o técnico voltou a chamar o jovem Carlos Eduardo, meia do Hoffenheim.

Grafite esteve em destaque na temporada passada ao marcar 28 gols em 25 jogos no Campeonato Alemão, sagrando-se artilheiro do torneio. O atacante já defendeu a seleção brasileira, em 2005, no amistoso de despedida de Romário com a camisa amarela. A convocação de Grafite mostra que nomes como Alexandro Pato, Hulk, Vagner Love e Fred estão cada vez mais distantes da Copa.

Carlos Eduardo já tinha sido convocado por Dunga no ano passado para os amistosos contra Inglaterra e Omã. Com 22 anos, o meia é um dos destaques da equipe do Hoffenheim e passou à frente de Ronaldinho Gaúcho na preferência do treinador.

26 de fevereiro de 2010

Ewerthon afirma: 'Hoje sou palmeirense'


Ewerthon foi apresentado oficialmente pelo Palmeiras na tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol. Contratado por cerca de R$ 1 milhão, o jogador de 28 anos acertou vínculo até dezembro de 2011 com o Verdão.

- Gostaria de agradecer muito à direção do Palmeiras, ao meu pai, que é meu procurador. Eu tive outras propostas para ficar na Europa, mas decidi voltar para o Brasil, para um clube grande. Eu volto com muita vontade para fazer com que o Palmeiras ganhe títulos - afirmou.

Revelado pelo Corinthians, arquirrival palmeirense, ele estava há oito anos na Europa. O atacante acumulou passagens por Borussia Dortmund (ALE), Espanyol (ESP), Stuttgart (ALE) e Zaragoza (ESP). Pela Seleção Brasileira, fez parte do grupo que conquistou a Copa América de 2001.

Abordado sobre sua ligação com o Corinthians, o atacante pregou respeito ao ex-clube, mas deixou claro que hoje é palmeirense:

- Eu iria completar nove anos de Europa. Eu tenho muito respeito pelo Corinthians. Eu sempre disse isso. Mas hoje sou palmeirense. O Corinthians está no passado e só tenho de dar declarações sobre o Palmeiras.

Com a contratação de Ewerthon, o técnico Antônio Carlos Zago passa a ter mais uma alternativa para o setor ofensivo. Disposto a atuar em qualquer função, o novo atacante do Verdão explicou como pode ser aproveitado.

- Sou um jogador que não tem dificuldade para se encaixar em esquema tática. Na Europa se joga de formas diferentes. O Palmeiras tem um bom elenco, estou vindo para ajudar. No que for possível, vou ajudar. Eu sempre joguei como segundo atacante, com liberdade e movimentação. Até fazendo terceiro homem de meio. Jogar enfiado não é o que eu gosto, mas se o treinador precisar eu posso ajudar - explicou.

Sétimo reforço do Palmeiras para a temporada de 2010, Ewerthon se juntará a Léo, Edinho, Márcio Araújo, Eduardo, Lincoln e Ivo, atletas que desembarcaram no clube neste ano. Robert, Lenny, Marquinhos e Daniel Lovinho serão os concorrentes por uma vaga no ataque da equipe comandada por Antônio Carlos Zago.

Cacau é convocado e vai defender a Alemanha no amistoso contra a Argentina

O atacante brasileiro naturalizado alemão Cacau foi convocado pelo técnico da seleção da Alemanha, Joachim Löw, para o amistoso com a Argentina, na próxima quarta-feira. Os meias Thomas Müller, do Bayern de Munique, e Toni Kroos, do Bayer Leverkusen, são as novidades na lista de Löw. A primeira convocação de Cacau para a seleção alemã aconteceu em maio do ano passado, para os amistosos contra China e Emirados Árabes. Contra os chineses, fez sua estreia, atuando por 27 minutos no empate por 1 a 1. Quatro dias depois, diante dos árabes, atuou no segundo tempo inteiro e deu passe para dois gols na goleada por 7 a 2.

Müller, de apenas 20 anos, é presença constante no time titular do Bayern e vem se destacando na atual temporada. Já Kroos tem sido um dos melhores jogadores do Campeonato Alemão e contribuído de forma decisiva para a liderança do Bayer Leverkusen no certame.

Os convocados por Löw

Goleiros: René Adler (Bayer Leverkusen) e Manuel Neuer (Schalke 04).

Defensores: Jerome Boateng (Hamburgo), Arne Friedrich (Hertha), Philipp Lahm (Bayern), Per Mertesacker (Werder Bremen), Marcel Schäfer (Wolfsburg) e Serdar Tasci (Stuttgart).

Meias: Michael Ballack (Chelsea), Christian Gentner (Wolfsburg), Thomas Hitzlsperger (Lazio), Aaron Hunt, Marco Marin e Mesut Özil (Werder Bremen), Marcell Jansen, Piotr Trochowski (Hamburgo), Sami Khedira, Christian Träsch (Stuttgart), Toni Kroos (Bayer Leverkusen), Thomas Müller e Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique).

Atacantes: Cacau (Stuttgart), Mario Gómez, Miroslav Klose (Bayern de Munique), Stefan Kiessling (Bayer Leverkusen) e Lukas Podolski (Colônia).

25 de fevereiro de 2010

Grafite e Naldo marcam em goleadas de Wolfsburg e Werder, que vão às oitavas

Gols brasileiros ajudaram duas equipes alemãs a avançar às oitavas de final da Liga Europa nesta quinta-feira. Jogando em casa, Naldo, pelo Werder Bremen, e Grafite, pelo Wolfsburg, deixaram suas marcas nas goleadas sobre Twente e Villarreal, respectivamente (ambas por 4 a 1).

O peruano Pizarro fez os outros três gols do Werder Bremen, que havia perdido o jogo de ida na Holanda por 1 a 0. O Wolfsburg havia empatado na Espanha (2 a 2) com o Villarreal e já entrou em campo com vantagem nesta quinta-feira.

Os adversários dos alemães na fase seguinte serão espanhóis e russos. O Werder Bremen medirá forças com o Valencia, enquanto o Wolfsburg vai encarar o Rubin Kazan nas oitavas.

Em Bremen, o Werder precisava tirar a desvantagem da primeira partida e começou o jogo a mil por hora. O time fez 3 a 0 em menos 30 minutos: Pizarro fez o primeiro, aproveitando cruzamento de Hugo Almeida, depois ampliou, completando um passe de Özil.

Naldo fez o terceiro aos 27, após receber um presente do craque da noite, Pizarro. O Werder chegou a ficar em perigo, quando De Jong descontou pouco antes do intervalo. Mas Pizarro estava inspirado e, no segundo tempo, fechou o caixão dos holandeses e garantiu os 4 a 1.


Em Wolfsburg, Dzeko abriu o marcador logo no começo, com um chute na gaveta. Angel, contra, fez mais um para os Lobos, antes de Capdevila diminuir para os espanhóis. Mas Gentner, escorando um cruzamento da direita, fez o terceiro antes do intervalo.

Grafite, desviando uma cobrança de falta, fez o quarto gol na etapa final. Além do atacante, Josué esteve em campo pelo Wolfsburg. No lado do Villarreal, Nilmar e Marcos Senna foram titulares.

Em Lisboa, o Sporting manteve a esperança de conquistar algo importante na temporada ao bater o Everton por 3 a 0, gols de Miguel Veloso, Pedro Mendes e Matías Fernandez. O time português, que vai mal no campeonato nacional e não tem mais chances de conquistar o título, havia perdido o jogo de ida, na Inglaterra, por 2 a 1.

Confira os confrontos das oitavas (dias 11 e 18 de março):

Hamburgo x Anderlecht
Rubin Kazan x Wolfsburg
Atlético de Madri x Sporting
Benfica x Olympique de Marselha
Panathinaikos x Standard Liège
Lille x Liverpool
Juventus x Fulham
Valencia x Werder Bremen

Panathinaikos repete vitória sobre a Roma e está nas oitavas

Nesta quinta-feira, o Panathinaikos surpreendeu a Roma no Estádio Olímpico, venceu novamente por 3 a 2 e está classificado para as oitavas de final da Europa League. O destaque do duelo foi o atacante francês Cissé, que fez dois gols para a equipe grega.

O lateral Riise abriu o placar para o time italiano aos 12 minutos de jogo. O resultado dava a classificação para a Roma, mas o Panathinaikos matou o duelo nos últimos cinco minutos da primeira etapa, com Cissé, duas vezes, e Ninis, em belas jogada e chute de fora da área.

No segundo tempo, o clube da capital italiana pressionou, porém, só conseguiu marcar uma vez, com o volante De Rossi, e o placar da partida na Grécia se repetiu.

"O Panathinaikos vem crescendo muito nas competições europeias e está mostrando isso em jogos dentro e fora de casa. Nas oito partidas disputadas pela Liga da Europa até agora, venceu seis e perdeu apenas duas. Essa vitória sobre a Roma pode ter sido considerada inesperada para algumas pessoas, mas o time está disposto a provar a sua força e fará de tudo para continuar fazendo uma boa campanha. Vou me preparar para ficar à disposição do treinador e voltar ao time para a disputa das oitavas-de-final”, disse Gabriel, do Panathinaikos.

Atual campeão, Shakhtar Donetsk está eliminado da Europa League

Depois de perder para o Fulham por 2 a 1 na partida de ida, o Shakhtar Donetsk, atual campeão da Europa League, não conseguiu reverter a vantagem da equipe inglesa nesta quinta-feira.

Atuando na Ucrânia, o Shakhtar apenas empatou em 1 a 1 com os ingleses. Hangeland abriu o placar para o Fulham aos 33 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, o brasileiro Jadson deixou a sua marca, aos 24 minutos, mas o gol não foi suficiente para evitar a eliminação do time ucraniano.
Nas oitavas de final, o Fulham encara a Juventus que eliminou o Ajax, com um empate por 0 x 0.

Hamburgo perde, mas se classifica pelos gols fora de casa contra o PSV

O PSV Eindhoven venceu o Hamburgo por 3 a 2, na Holanda, pela Europa League, porém o resultado não foi suficiente para classificar os holandeses, pois o placar agregado foi 3 a 3, mas pelo critério de gols marcados fora de casa a equipe alemã avança às oitavas. A primeira partida havia terminado com vitória do Hamburgo por 1 a 0.

O atacante do PSV Toivonen abriu o placar logo aos 2 minutos de jogo. O meia Dzsudzak ainda ampliou para os donos da casa antes do intervalo.

2 a 0 no placar era o suficiente para classificar o PSV, porém, um minuto após a volta do intervalo, o Hamburgo diminuiu com o centroavante Petric e segurou a empolgação dos donos da casa.

O PSV ainda lutou e buscou ampliar a vantagem para tentar a classificação para as oitavas de final, mas faltando pouco mais de 10 minutos para o fim de jogo Trochowski empatou a partida em uma cobrança de pênalti.

Koevermans colocou os holandeses novamente na frente nos acréscimos da partida, mas ficou faltando um gol para a classificação do PSV. Nas oitavas de final o Hamburgo enfrenta o Anderlecht.

Francês Makelele vai se aposentar no fim da temporada

O volante francês Claude Makelele, com passagem por diversos clubes e atualmente no Paris Saint-Germain, anunciou nesta quinta-feira que vai se aposentar no final da atual temporada.

"Esta será minha última temporada. Minha carreira acabou", afirmou o jogador, de 37 anos, em entrevista coletiva no centro de treinamento do PSG.

Titular absoluto do clube, o veterano vestiu a camisa da seleção francesa 71 vezes e deixou de defender o país após o vice-campeonato na Copa do Mundo de 2006.

Formado no Nantes, onde atuou entre 1991 e 1997, Makelele passou pelo Olympique de Marselha na temporada 1997/98 e de lá foi para o Celta de Vigo.

Depois de duas campanhas pelos espanhóis, acabou no Real Madrid, que precisava de um homem forte na marcação no meio-campo. Ele caiu como uma luva no sistema defensivo da chamada equipe dos "galácticos" de Florentino Pérez.

Ele ficou no clube merengue até 2003, trocando a Espanha pelo Chelsea, na Inglaterra. Cinco anos depois, acertou com o PSG, que será o último clube de sua carreira.

Inter quebra série invicta de 14 jogos do Chelsea e joga por empate para ir às 4ªs


Em um jogo cheio de alternâncias, a Inter de Milão venceu o Chelsea por 2 a 1 nesta quarta-feira em Milão pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. A vitória, quebrou a série invicta de 14 jogos dos ingleses na competição (quatro vitórias e dois empates na primeira fase, além de três triunfos e cinco igualdades na edição anterior).

A Inter, agora, joga por um empate na partida de volta (no dia 16 de março em Londres), para se garantir nas quartas de final da competição. Se o Chelsea vencer por 1 a 0, irá conquistar a vaga por ter marcado gols fora de casa.

O duelo entre Inter e Chelsea não foi só marcado pelo jogo dentro dos gramados, e sim pelo confronto entre os técnicos José Mourinho e Carlo Ancelotti (ex-Milan), que vinham trocando farpas antes do início da partida. Para o treinador português, inclusive, a vitória teve um sabor especial, pois o Chelsea é o seu ex-time.

A vitória da Inter foi especial para o goleiro Julio Cesar, que sofreu um acidente de carro em Milão no domingo e mesmo assim foi para campo com o olho roxo, se tornando um dos destaques da equipe ao lado do zagueiro Lúcio (apesar de ter bobeado no lance do gol do Chelsea).

A Inter começou o jogo de forma fulminante e marcou o seu gol logo no início do primeiro tempo. Aos 3min, Eto’o tocou a bola, Sneijder fez a parede e Milito recebeu. O atacante deu um corte seco em Terry e chutou no canto de Cech.

Com o gol da Inter, o Chelsea passou a controlar as ações da partida, levando perigo ao gol de Julio Cesar. Aos 14min, Drogba cobrou uma bomba de falta que carimbou a trave. Três minutos depois, o goleiro brasileiro evitou boa chance de Kalou.

No segundo tempo, Ancelotti ordenou que o zagueiro Ivanovic passasse a atuar como elemento surpresa pela direita. A estratégia deu certo: o defensor fez boa jogada e achou Kalou, que com categoria só tirou Julio Cesar da jogada para empatar aos 6min.

A Inter respondeu prontamente e voltou a liderar a partida aos 10min. O meia argentino Cambiasso recebeu passe pela esquerda e precisou chutar duas vezes para marcar – Cech ficou vendido na jogada.

O Chelsea, depois do gol, voltou a ter o domínio territorial da partida, mas sem criar chances agudas de gol, permitindo a Inter de Milão aumentar a invencibilidade em seus domínios para 37 jogos (última derrota em novembro de 2008 para o Panathinaikos).

23 de fevereiro de 2010

Cacau marca, mas Barça 'acorda' no segundo tempo e arranca empate importante na Alemanha

Desde o início da partida, o time comandado pelo técnico Josep Guardiola teve maior domínio de bola e passou a controlar o meio-de-campo, mas encontrou forte resistência com a marcação muito adiantada do Stuttgart.

A primeira arrancada da partida foi do Barcelona. Logo aos quatro minutos, o argentino Lionel Messi disparou pela esquerda, cortou Molinaro e acabou escorregando depois de entrar na área, desperdiçando uma boa oportunidade de ataque para a equipe catalã.

A resposta dos donos da casa veio oito minutos depois, aos 12: Molinaro disparou pela esquerda e, sem marcação, encontrou o brasileiro Cacau livre na área do Barça. O jogador até fez uma embaixadinha antes de arrematar, mas foi travado pelos zagueiros do time espanhol.

Apesar da forte marcação adversária, Messi voltou a preocupar o Stuttgart. Aos 17 minutos, o melhor jogador do mundo no ano passado passou por dois jogadores do time alemão e arriscou o chute da entrada da área – mas foi travado. O time alemão voltou a responder: de novo pela esquerda, Molinaro invadiu a área, tentou o cruzamento, mas Rafa Márquez afastou.

Tanta pressão acabou dando resultado aos 24 minutos, novamente com a jogada aérea. Gebhart fez um cruzamento preciso da direita, e o brasileiro Cacau, de cabeça, com força, não deu chances ao goleiro Victor Valdés e abriu o placar para o Stuttgart diante do atual campeão europeu.


Aos 28 minutos, os jogadores do Stuttgart reclamaram um pênalti em um lance duvidoso. A equipe alemã arrancou pela direita, e a bola bateu na mão de Rafa Márquez, mas a arbitragem entendeu que o lance foi normal e mandou o jogo seguir. O perigoso continuava a rondar a defesa do time catalão: aos 29, Cacau aproveitou bobeada de Rafa Márquez, ganhou a bola, ficou cara a cara com Valdés, mas errou o cruzamento e desperdiçou uma chance clara de ampliar a vantagem no placar.

Aos 32 minutos, o Stuttgart teve mais uma oportunidade com Cacau. Em um rápido contra-ataque, o jogador disparou pela esquerda, se livrou da marcação adversária e chutou forte, de bico, para boa defesa de Victor Valdés. Aos 35, foi a vez de Trasch receber sozinho na área e chutar sem direção.

A melhor chance do empate do Barcelona aconteceu no fim da etapa inicial, aos 40 minutos. Lionel Messi, mais uma vez, dominou na intermediária e arriscou de fora da área, para a ótima defesa do goleiro Lehman. A bola, caprichosamente, ainda tocou na trave.

Na etapa complementar, os comandados de Pepe Guardiola voltaram com maior volume de jogo após um primeiro tempo complicado. Logo aos cinco minutos, Messi lançou Ibrahimovic pela esquerda, mas o atacante foi travado na hora do chute. Mas o balde água fria no Stuttgart viria dois minutos, aos sete, novamente com o atacante sueco: Busquets cruzou, Piquét desviou de cabeça e Ibrahimovic chutou de primeira, para a defesa de Lehman. No rebote, o jogador tocou para as redes.


O Stuttgart deu seus primeiros sinais de reação aos 17 minutos, quando Hleb arrancou pela esquerda, foi à linha de fundo, fez o cruzamento, a zaga do Barça cortou, mas Khedira pegou o rebote e chutou cruzado, com muito perigo. A bola passou rente à trave do gol de Valdés.

O Barça quase virou o placar aos 23 minutos: Xavi cobrou escanteio pela esquerda, o goleiro Lehman sai mal do gol e não corta, mas Molinaro, de cabeça, desviou por cima do travessão. Até o fim da partida, a equipe catalã continuou com o domínio da partida, mas, satisfeita com o resultado, não se arriscou tanto.

Bordeaux vence Olympiacos e larga na frente por briga nas quartas de final


O Bordeaux (FRA) deu um verdadeiro presente de grego ao Olympiacos (GRE), nesta terça-feira, na Liga dos Campeões. Pela ida das oitavas de final, os franceses venceram por 1 a 0, jogando fora de casa, e conquistaram importante vantagem para o jogo de volta.

Ao contrário de como atuava sob o comando de Zico, o Olympiacos pós-Galinho não tem vocação ofensiva. Muito pelo contrário, de maneira pragmática, tocando a bola de lado, os gregos tentaram conduzir a partida.

À exceção de uma boa cabeçada de Mellberg, logo aos 3 minutos, o time da casa praticamente abdicou do ataque. O Olympiacos se postava em campo de maneira recuada, chamando o Bordeaux para o seu campo. Os franceses, com Wendel e Gorcouff, aproveitaram e chegaram a assustar.

O time francês, no entanto, só chegou ao gol aos 46 do primeiro tempo. Gorcouff bateu falta da esquerda e o zagueiro Ciani subiu sozinho e testou para o gol, sem chances para Nikopolidis: 1 a 0.

Para diminuir o prejuízo jogando na Grécia, o Olympiacos voltou mais animado para o segundo tempo. Aos 12, Raúl Bravo cruzou e Maresca, de peixinho, quase igualou o placar para os gregos.

Mas foi apenas este lance que assustou o Bordeaux. Impondo seu jogo, a equipe francesa foi quem mais chegou perto de fazer outro gol. Lua Lua era um dos mais lúcidos do time grego, e tentava o ataque, porém sem sucesso.

No fim do jogo, os gregos ensaiaram uma pressão e chegaram perto do gol francês. Já nos acréscimos o time chegou a marcar um gol, mas Derbyshire havia feito falta em Ciani e o árbitro anulou bem a jogada. O Bordeaux tem tudo para conquistar a vaga nas quartas de final, na França.

Benfica atropela Hertha e se garante nas oitavas da Liga Europa

Depois de um empate por 1 a 1 na Alemanha na partida de ida, o Benfica entrou em campo nesta terça-feira precisando apenas de um 0 a 0 com Hertha Berlin para garantir sua vaga nas oitavas de final da Liga Europa. Mesmo com essa vantagem e sob os olhares de Eusébio, que recebeu o prêmio "Presidente" das mãos de Michel Platini antes da bola rolar, a equipe portuguesa não tomou conhecimento e goleou o Hertha, que contou com os brasileiros Cícero e Raffael, por 4 a 0 no estádio da Luz. Ramires, suspenso, desfalcou a equipe da casa. Luisão e David Luiz formaram a defesa encarnada.

Só deu Benfica na primeira etapa. O time português soube valorizar a posse de bola e esperar o momento certo de atacar. A primeira boa chegada dos donos da casa aconteceu aos 17 minutos. Em descida rápida pela esquerda, Saviola tocou para Di Maria, que bateu forte sobre a meta de Drobny.

A pressão aumentou e o gol não demorou a sair no estádio da Luz. Aimar recebeu excelente passe de Di Maria, limpou a marcação alemã e mandou no canto para abrir o placar. Na única boa jogada do Hertha Berlin, o brasileiro Raffael soltou a bomba de fora da área, obrigando o goleiro Júlio César a fazer grande defesa.

Na etapa final, o Benfica transformou a superioridade técnica em gols. Logo aos três minutos, depois de cruzamento com açúcar de Di Maria, Cardozo aproveitou a falha de marcação da defesa do Hertha e testou para aumentar o placar: 2 a 0.

Depois do segundo sofrido, o time alemão ficou tonto em campo. O Benfica aproveitou para transformar a vitória em goleada. Aimar cobrou escanteio, Javi Garcia aproveitou o rebote da zaga e mandou para o fundo da rede de Drobny, aos 15 minutos.

Jogando com tranquilidade, o time encarnado marcou mais um. Di Maria lançou Cardozo na área. O atacante ajeitou a pelota no peito e bateu de canhota no canto, para fazer o quarto gol de sua equipe e fechar o placar do jogo.

Na quinta-feira, mais 15 jogos completam a fase do torneio.

Rooney marca dois, Manchester United vence e coloca pressão no Chelsea

Em mais uma grande exibição de Wayne Rooney, o Manchester United venceu o West Ham por 3 a 0, nesta terça-feira, em jogo antecipado da 28ª rodada do Campeonato Inglês. Com o resultado, a equipe comandada por Alex Ferguson chegou a 60 pontos, apenas um atrás do Chelsea, líder da competição. No sábado, a equipe londrina enfrenta o Manchester City e precisa de uma vitória para manter a folga de quatro pontos na liderança.

Nesta terça, o United entrou em campo disposto a superar o trauma da derrota por 3 a 1 para o Everton, no sábado. Mesmo atuando com time misto, a equipe teve a tarefa foi facilitada pelo West Ham, que não conseguiu frear o poderio ofensivo da equipe da casa, sobretudo diante de mais uma noite inspirada de Wayne Rooney.

Aos 38 minutos da primeira etapa, o artilheiro do Campeonato Inglês abriu o placar aproveitando cruzamento do equatoriano Antônio Valência. Com a vantagem no placar, o Manchester teve mais tranquilidade e conseguiu administrar bem a partida.

No início do segundo tempo, os donos da casa não diminuíram o ritmo. O sul-coreano Park Ji-Sung entrou no lugar do brasileiro Anderson e logo aos três minutos acertou a trave de Green, desperdiçando a chance de aumentar para o Manchester.

Aos 10 minutos, o United ampliou novamente com Rooney. Em lance parecido com o do primeiro gol, Valência encotrou novamente Rooney, que fez 2 a 0. Aos 35, com a partida praticamente decidida, Michael Owen - que substituira Rooney dois minutos antes - fez o terceiro.

Agora, o Manchester United se prepara para a decisão da Copa da Liga Inglesa, contra o Aston Villa.

21 de fevereiro de 2010

Botafogo derrota o Vasco e leva o bicampeonato da Taça Guanabara


Com gols de Fábio Ferreira e Loco Abreu no segundo tempo, o Botafogo venceu por 2 a 0 o Vasco e conquistou a Taça Guanabara, neste domingo, no Maracanã. O alvinegro se recuperou na competição após sofrer goleada por 6 a 0 para o mesmo rival, e chegou ao título mostrando a força de reação e a fama de vencedor do técnico Joel Santana. Com o resultado, o time assegurou presença na final do Campeonato Carioca.

O jogo começou com o Botafogo marcando forte o Vasco e buscando pressionar os cruzmaltinos em seu campo de defesa. A primeira baoa chance aconteceu aos cinco minutos, quando Lúcio Flávio lançou Loco Abreu, mas o uruguaio não alcançou a bola, que sobrou para Fernando Prass.

A resposta do Vasco aconteceu aos nove minutos, quando em cobrança de escanteio ensaiada, a bola foi lançada para Carlos Alberto na entrada da pequena área. No entanto, o meia cabeceou para fora.Após o lance, os cruzmaltinos passaram a ter mais a posse de bola, só que não conseguiu transpor a defesa alvinegra.

Como não conseguia chegar na área do Botafogo, o Vasoc passou a buscar os chutrs de fora da área. Aos 20 minutos, Márcio Careca arriscou de longe e Jéfferson defendeu com segurança. Melhor em campo, os cruzmaltinos tiveram ótima chance de marcar aos 26, quando Philippe Coutinho lançou para Dodô na entrada da área, mas o artilheiro do campeonato não conseguiu finalizar.

O Vasco seguia melhor em campo e pressionava o Botafogo, mas em chutes de fora da área. Aos 33 minutos, Nílton tentou, só que fraco em cima de Jéfferson. A resposta alvinegra veio no minuto seguinte. Herrera recebeu pela esquerda e cruzou, a bola passou por Fernando Prass e Márcio Careca colocou para fora antes de Loco Abreu finalizar.

Quando o Botafogo se animou e atacou, o Vasco assustou no contra-ataque aos 38 minutos. Dodô lançou Philippe Coutinho, que driblou Wellington, mas chutou fraco. A bola bateu na zaga e foi para escanteio. Antes do intervalo, Philippe Coutinho ainda teve tempo de cobrar falta na área, mas Jéfferson tirou o perigo e decretou o placar sem gols no intervalo.

O segundo tempo começou como a etapa inicial, com o Botaofgo buscando mais o ataque. Logo aos dois minutos, o alvinegro teve ótima chance de abrir o placar quando Herrera foi lançado na área e, de cara para Fernando Prass, finalizou. No entnato, o goleiro vascaíno fez grande defesa.

O lance acordou o Vasco, que passou a dominar a partida e teve boa chance aos dez minutos. Carlos Alberto ganhou a jogada em cima da zaga e chutou da entrada da área. A bola passou a esquerda de Jéfferson, assustando o goleiro alvinegro. Quatro minutos depois, Philippe Coutinho tocou para Carlos Alberto, que novamente na entrada da área, tentou colocar no ângulo de Jéfferson, mas o goleiro estava bem posicionado e defendeu.


Quando a partida estava equilibrada, o Botafogo abriu o placar. Aos 24 minutos, após escanteio, Fernando Prass ficou no meio do caminho e Fábio Ferreira subiu mais que a zaga vascaína e cabecear para a rede. Para piorar a situação do Vasco, Nílton foi expulso no minuto seguinte depois de entrada violenta em Caio.

Com um homem a mais e explorando o nervosismo do Vasco, o Botafogo passou a dominar o jogo. Aos 30 minutos Herrera chutou forte da entrada da área. A bola passou a direita de Fernando Prass assustando o goleiro vascaíno.


O gol da conquista veio aos 39 minutos, quando o árbitro marcou pênalti de Titi em Loco Abreu. Pela falta, o zagueiro recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na cobrança o uruguaio colocou no canto esquerdo de Fernando Prass e deu números finais a final. Nos últimos minutos, o Botafogo só administrou o resultado e viu sua torcida fazer a festa no Maracanã.

Na estreia de Antônio Carlos, Robert brilha e Palmeiras vence o São Paulo

No clássico deste domingo, contra o São Paulo, Robert decidiu. O atacante marcou os dois gols da vitória sobre o rival, no Palestra Itália, e garantiu a alegria do técnico Antônio Carlos em sua estreia.

Com o resultado, o Verdão chegou aos 16 pontos no Campeonato Paulista e assumiu a sétima posição. Já o Tricolor permanece em quinto, com 17.

Se alguém esperava um São Paulo superior no primeiro tempo devido a má fase do adversário, se enganou. As duas equipes brigaram muito pela posse da bola no meio de campo e as chances de gol praticamente não existiram.

O Tricolor tentou explorar as jogadas aéreas, principalmente pelo lado esquerdo, com Jorge Wagner, que apoiou bastante. Já o Palmeiras, de volta ao esquema com apenas dois volantes, jogava mais pelo meio, na maioria das vezes com Diego Souza e Cleiton Xavier.

Durante toda a primeira etapa os dois times mostraram muita vontade, mas criaram pouco perigo ao adversário.

O segundo tempo, porém, começou bem diferente do primeiro. Logo aos 6 minutos, Xandão cometeu falta em Eduardo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. A partir daí, o Palmeiras dominou amplamente a partida.

E o Verdão abriu o placar pouco depois, com o contestado Robert. Cleiton Xavier recebeu na esquerda e cruzou na área. O centroavante subiu mais que a zaga e cabeceou no canto, sem chances para Rogério Ceni. Emocionado, ele chorou na comemoração.

Logo em sua estreia no comando do Palmeiras, o técnico Antônio Carlos mostrou que tem estrela. Aos 22 minutos, ele colocou Marquinhos, que ainda não havia jogado neste ano. Dois minutos depois, o meia cobrou escanteio na cabeça de Robert, que chegou antes da zaga para fazer o seu segundo gol na partida.

Com a vitória praticamente garantida, o time do Palmeiras ainda perdeu uma ótima chance com Cleiton Xavier. A partir dos 30 minutos, a torcida soltou o grito de "olé" e apenas esperou para comemorar a vitória, na primeira partida do novo treinador, que foi aclamado pelo público ao término do jogo.

Higuaín, Kaká e C.Ronaldo brilham e Real Madrid goleia


O Real Madrid venceu o Villarreal por 6 a 2, neste domingo, e evitou uma arrancada do Barcelona na liderança do Campeonato Espanhol. Com o resultado no Santiago Bernabéu, os comandados de Manuel Pellegrini chegaram a 56 pontos, apenas dois atrás dos catalães.

No esperado duelo entre Kaká e Nilmar, o madridista levou a melhor com dois gols; o atacante ainda marcou uma vez, mas não conseguiu fazer frente às estrelas do adversário.

O time da casa abriu o placar aos 18 minutos, com o português Cristiano Ronaldo. Ele acertou uma bela cobrança de falta e comemorou com uma homenagem às vítimas do temporal na Ilha da Madeira, onde fica Funchal, sua cidade natal.

A equipe da capital continuou bem na partida e ampliou três minutos depois, em cobrança de pênalti de Kaká. Aos 31, o Villarreal ensaiou uma reação quando o também brasileiro Marcos Senna fez outro belo gol de falta, cobrando no ângulo, sem chances para Casillas.

Quando o time visitante parecia mais perto do empate, o Real voltou a marcar, com o argentino Gonzalo Higuaín, aos 9 da segunda etapa, aproveitando cruzamento perfeito de Cristiano Ronaldo. O Villarreal ainda diminuiu novamente com o brasileiro Nilmar, aos 21, após tabela com o experiente francês Pires.


Mas o dia era mesmo dos homens de frente do Real Madrid. Aos 26, Higuaín, ampliou a vantagem, novamente após bom cruzamento, desta vez do brasileiro Marcelon. E oito minutos depois, aos 34, Kaká fez boa jogada com Cristiano Rolando e marcou seu segundo gol na partida, transformando a vitória em goleada. Para completar o massacre, Xabi Alonso fez o sexto de pênalti, aos 42.

20 de fevereiro de 2010

Ingleses mais odiados jogam na seleção

O instituto de pesquisas britânico OnePoll entrevistou três mil mulheres através de seu site para saber quem era o homem mais odiado da Grã-Bretanha. O lateral esquerdo do Chelsea e da Inglaterra, Ashley Cole, liderou a lista, seguido por seu companheiro de time e de seleção John Terry.

Os dois estiveram envolvidos em escândalos de adultério recentemente. O zagueiro Terry chegou a se reconciliar com sua mulher, Toni, após as notícias que abalaram seu casamento. Também casado, Cole não teve a mesma sorte. Cheryl Cole, sua mulher, deve pedir o divórcio, de acordo com o "The Sun".

Ainda segundo a publicação inglesa, uma americana chamada Ann Corbit, que Cole teria conhecido na turnê do Chelsea pelos Estados Unidos, poderia ser o quarto caso extraconjugal do jogador. Além dela, o "The Sun" já havia revelado outros três supostos envolvimentos de Cole fora do casamento.

Cacau brilha com quatro gols na vitória do Stuttgart sobre o Colônia

O brasileiro naturalizado alemão Cacau, do Stuttgart, marcou quatro vezes na goleada de sua equipe sobre o Colônia por 5 a 1 neste sábado. Após 23 rodadas, o Stuttgart está na nona colocação do Campeonato Alemão.

Cacau abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tmepo e ainda marcou duas vezes na primeira etapa, aos 31 e 38. Schorch diminuiu a diferença para os donos da casa.

Na segunda metade, Pogrebnyak e Cacau fecharam a goleda de 5 a 1.

Nas outras partidas deste sábado, o Bayern de Munique empatou, fora de casa, com o Nurnberg por 1 a 1. No domingo, o Bayer Leverkusen pode assumir a liderança do Alemão se derrotar o Werder.

O Borussia Dortmund goleou o Hannover por 4 a 1 e está na quinta colocação.

Estrelas de Cech e Drogba brilham, e Chelsea vence jogo contra o Wolves


O Chelsea sofreu, mas conseguiu uma importante vitória neste sábado por 2 a 0, sobre o Wolverhampton, no Estádio Molineux. Petr Cech e Drogba foram os destaques do jogo. O goleiro salvou os Blues em vários lances, e o atacante marcou os gols.

Os primeiros 45 minutos foram equilibrados. Apesar de ter um time muito mais fraco tecnicamente, o Wolverhampton soube neutralizar os pontos fortes dos Blues. E incomodou. Mas parou em Cech. O goleiro fez grandes defesas, impedindo que o time da casa pulasse à frente no placar.

O problema quando um time pequeno enfrenta um grande é que ele não pode errar. Um cochilo pode ser fatal. E foi exatamente isso que aconteceu aos 40 minutos. O lateral russo Zhirkov avançou pela esquerda, tabelo com Ballack e cruzou. A bola passou por toda área do Wolves e encontrou Drogba do lado oposto. O atacante se esticou todo e a empurrou para as redes.



A desvantagem no marcador não abalou Wolverhampton. A torcida mostrava satisfação com a atuação e empurrou o time para frente ainda mais na etapa final. Na etapa final, as estrelas de Cech e Drogba brilharam novamente. O goleiro salvou os Blues em vários momentos. E aos 22 iniciou o lance que resultou no segundo gol de Drogba. Após um chutão do tcheco, o atacante deixou a bola quicar, deu um leve toque de cabeça para driblar o zagueiro Berra e o goleiro Hahnemann e tocou para o gol vazio, dando números finais ao confronto.

Com o resultado, o Chelsea abre quatro pontos de vantagem sobre o Manchester United na corrida pelo título do Campeonato Inglês.

Barcelona liquida o Racing Santander no primeiro tempo e segue firme na ponta do Campeonato Espanhol

Mesmo sem contar com o atacante Ibrahimovic, que se recupera de dores no tornozelo, o Barcelona começou com um ritmo arrasador e abriu o placar aos sete minutos de jogo. Após lançamento de Rafa Marquez para a entrada da área, a defesa visitante falhou ao se preocupar apenas com Henry. Assim, Iniesta apareceu sozinho para ficar com a bola e finalizar para marcar o gol.

E o clube azul-grená seguiu melhor na partida, mas só ampliou depois que o árbitro assinalou uma falta duvidosa na meia-esquerda. Sem se incomodar com o equívoco do apitador, Henry cobrou e viu a bola passar pelo meio da barreira, estufando as redes do goleiro Coltorti.

Curiosamente, o terceiro gol do Barça também saiu em cobrança de falta da meia-esquerda. Desta vez, a batida foi de Rafael Márquez, que caprichou para superar o arqueiro. A bola chegou a tocar na trave antes de entrar.

Ainda no primeiro tempo, o Racing teve um gol anulado. Valdés cortou mal um cruzamento, e Canales aproveitou para emendar o chute. Mas, quase em cima da linha, Xisco tocou na bola e teve seu impedimento flagrado pelo árbitro Fernández Borbalán.

No segundo tempo, o Barça diminuiu o ritmo, mas ampliou a vantagem. Thiago entrou nos minutos finais da partida e encontrou tempo para marcar o quarto gol dos donos da casa. Nascido na Itália, o garoto é filho do ex-jogador Mazinho - campeão mundial em 1994 com a seleção brasileira - e balançou as redes neste sábado depois de fazer jogada com Messi.

Com o resultado, o Barcelona abriu vantagem de cinco pontos sobre o segundo colocado, Real Madrid, que atuará no complemento da rodada diante do Villarreal. Já o Racing Santander aparece na 14ª posição no Campeonato Espanhol, com apenas 25 pontos.

Everton ganha do Manchester United, e Chelsea agradece

Everton e Manchester United jogaram em Liverpool nesse sábado na abertura da 27ª rodada da Premier League. O jogo era muito importante para os Red Devils, que tentavam pressionar o Chelsea na liderança da tabela. Mas a história não foi muito favorável para Rooney e cia. Jogando bem, o Everton venceu de virada por 3 a 1.

O primeiro tempo começou com o Manchester United melhor e, logo aos 16 minutos, os Red Devils abriram o placar. Pelo lado direito do ataque, Valencia cruzou rasteiro e a bola sobrou livre para Berbatov, que chutou forte para marcar 1 a 0.

Dois minutos depois o Everton empatou. Bilyaletdinov recebeu lançamento longo e chutou forte de fora da área, no canto esquerdo de Van der Sar, que nem se mexeu. Depois do empate, o time de Liverpool jogou melhor e só não saiu vitorioso no primeiro tempo, porque Donovan perdeu um gol feito dentro da pequena área.

O segundo tempo começou com o Manchester United equilibrando o jogo e criando algumas boas chances. Na melhor delas, Rooney cruzou para Berbatov na pequena área. O búlgaro cabeceou para fora. O jogo seguiu com oportunidades para os dois lados. Mas, aos 30 minutos, Pienaar cruzou rasteiro pela esquerda e Gosling, que acabara de entrar, tocou para o gol.

A virada do Everton mexeu com o time de Manchester, que partiu para cima. Sir. Alex Ferguson colocou Owen aos 35 minutos, mas o empate não aconteceu. Pior do que isso. Aos 44 minutos, Rodwell fez boa jogada individual e matou o jogo: 3 a 1 para os donos da casa.

Muricy cai; e no dia seguinte Antonio Carlos assume o Palmeiras


O técnico Muricy Ramalho foi demitido do Palmeiras na tarde desta quinta-feira, após oito meses no comando do time. E sua passagem pelo Verdão foi marcada por altos e baixos.

Mesmo com o resultado desastroso no Campeonato Brasileiro, Muricy teve o respaldo da torcida e da diretoria, e foi mantido no comando do time para este ano. Com poucos reforços para a temporada, o Palmeiras começou o Paulistão goleando o Mogi Mirim. Mas os jogos seguintes decepcionaram os torcedores. Com atuações fracas e vitórias magras contra equipes menores, a paciência da torcida foi se esgotando.

O golpe final foi a goleada sofrida em casa para o São Caetano, por 4 a 1, nesta quarta-feira. Com uma atuação irreconhecível, o Verdão foi amplamente dominado pelo Azulão, o que irritou a diretoria do clube. O prórpio presidente Belluzzo afirmou após o jogo que haveria mudanças no comando do futebol.

Ao todo, Muricy dirigiu o Palmeiras em 34 jogos. Foram 13 vitórias, 11 empates e dez derrotas.

Antônio Carlos Zago é o novo técnico do Palmeiras. O acerto aconteceu na noite desta quinta, em reunião na casa do presidente Luiz Gonzaga Belluzzo. Zago foi apresentado nesta sexta à tarde, na Academia. O contrato é até dezembro de 2010.

Ex-Azulão, ele “derrubou” Muricy Ramalho com a goleada por 4 a 1 no Palestra Itália, na quarta.

O jovem treinador foi a solução rápida encontrada pela direção, que demitiu Muricy no início da tarde.

17 de fevereiro de 2010

Jogando em casa o Porto faz lição de casa e tem vantagem para jogo de volta contra o Arsenal


Com menos de 3 minutos, o Porto teve duas boas chances de abrir o placar: Falcao recebeu pela esquerda, Campbell cortou e a bola sobrou para Rúben Micael na entrada da área, que chutou, e Vermaelen tirou na linha da pequena área; na sequência, Varela fez boa jogada pela direita, cruzou para trás e Hulk chutou tirando tinta da trave direita de Fabianski.

O primeiro chute a gol do Arsenal apareceu com Rosicky aos 6 minutos, no centro do gol, nas mãos de Helton. Jogando no 4-1-4-1, o time inglês tentava ter a posse de bola, evitando as descidas dos laterais do Porto. E foi uma jogada pela direita que saiu o gol do Porto.


Aos 10 minutos, Varela deu um drible no meio das pernas de Clichy e cruzou direto para o gol. Reserva de Almunia, Fabianski não conseguiu cortar e acabou empurrando para a própria meta. Frangaço do goleiro polonês, festa no Estádio do Dragão.

O Arsenal pareceu não ter sentido o golpe: aos 16 minutos, Bendtner chutou de fora da área, a bola bateu em Rolando e quase entrou no ângulo direito de Hélton. No escanteio, Fabregas cruzou, Vermaelen desviou no primeiro pau, Rosicky escorou para o meio da pequena área, e o veterano Campbell, sem marcação, igualou o placar.

Três minutos depois, nova chance para o Arsenal, desta vez com Rosicky, que chutou de longe no canto direito alto, e Hélton pulou para fazer a defesa. Depois dos sustos, o Porto começou a tomar conta da partida e criou boa chance novamente com Rubén Micael, que chutou de fora da área para boa defesa de Fabianski.

Aos 36 minutos, o Arsenal apareceu no ataque com Fabregas, que bateu falta na cabeça de Bendtner, e o goleiro brasileiro do Porto espalmou para escanteio. E o primeiro tempo ficou 1 a 1.


Na etapa final, o clube de Londres manteve maior tempo de posse de bola e reclamou de um pênalti aos 4 minutos, quando Rosicky invadiu a área e foi derrubado por Rolando. Dois minutos depois, um lance infantil da zaga do Arsenal deu ao Porto o segundo gol.

Em lançamento errado, Sol Campbell protegeu a bola, mas acabou tocando nela, e o goleiro Fabianski a pegou dentro da área. Falta em dois lances, que o Porto cobrou rapidamente, pegando a defesa inglesa desprevinida, Rubén Micael tocou para Falcao, e gol, o quarto do argentino na competição.

A partir do segundo gol, o Porto igualou na posse de bola, e quase Hulk marcou um golaço aos 14 minutos: ele chapelou Campbell dentro da área e chutou para boa defesa de Fabianski. Três minutos foi a vez de Raul Meireles arriscar chute de fora da área, e o goleiro polonês encaixou no canto direito.

Com a entrada de Walcott, o Arsenal tentava armar suas jogadas pelos lados, e o Porto começou a jogar nos contra-ataques. O time português procurava segurar a bola no campo de ataque, mas sem arriscar o goleiro Fabianski. A equipe de Arsène Wenger chegava até a intermediária de ataque, mas errava no último passe. E assim foi até o final do duelo.

Com gol ilegal, Bayern derrota Fiorentina em 1° jogo pelas oitavas de final da Champions League

O Bayern (ALE) conquistou uma vitória muito importante sobre a Fiorentina (ITA) por 2 a 1 e está em vantagem nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. A partida, que foi decidida com um gol irregular de Klose aos 44 do segundo tempo, aconteceu no Allianz Arena, em Munique.

Mesmo jogando fora de casa, os italianos não tiveram medo de atacar e fizeram um primeiro tempo muito equilibrado com o time alemão. As duas equipes perderam muitas oportunidades de abrir o placar. O primeiro gol do jogo saiu apenas aos 48 em cobrança de pênalti de Robben.

A segunda etapa foi muito parecida com a primeira. Mesmo com a vantagem no placar o Bayern não parou de atacar. A Fiorentina buscava marcar na casa do adversário, o que daria uma boa vantagem no jogo de volta.

E foi o que aconteceu. Aos 5 minutos, o zagueiro Kroldrup recebeu sozinho na área mandou para o fundo das redes. Como o empate não era um bom resultado, o Bayern passou a atacar com mais vontade, mas o gol não aparecia, pois a falta de pontaria e o goleiro Frey não deixaram os alemães marcar.

Aos 11, Louis Van Gaal colocou Olic e Klose no ataque do Bayern, mas as alterações demoraram a funcionar. A pressão ficou ainda maior quando, aos 27 minutos, o lateral Gobbi foi expulso.

O gol saiu apenas aos 44, Klose recebeu em posição ilegal de Olic e marcou o gol que dá boa vantagem ao clube alemão. Os jogadores da Fiorentina reclamaram muito do árbitro, mas não adiantou, vitória alemã.

Com a vitória por 2 a 1, qualquer empate classifica os alemães para as quartas de final. Uma vitória por 1 a 0 classifica o time da Itália. A partida acontece no dia 9 de março, em Florença.

Drogba, Essien e Eto'o são finalistas ao prêmio de melhor jogador africano


Os companheiros de Chelsea Didier Drogba e Michael Essien e o atacante da Inter de Milão Samuel Eto'o foram nomeados como finalistas ao prêmio de melhor jogador africano de 2009. O anúncio foi feito pela Confederação Africana de Futebol (CAF) na última terça-feira.

O marfinense Drogba, de 31 anos, venceu o prêmio de melhor jogador do futebol da África em 2006 e é o maior artilheiro da história da seleção da Costa do Marfim, com 43 gols em 65 jogos.

O atacante do Chelsea é considerado a grande arma da seleção do seu país na Copa do Mundo de 2010, na qual a Costa do Marfim irá enfrentar o Brasil na segunda rodada da primeira fase da competição.

O ganês Essien foi nomeado finalista do maior prêmio do futebol africano pelo quinto ano consecutivo, mas ainda não o venceu. Em 2009, o meio-campista de 27 anos ajudou o seu país a conquistar uma vaga no Mundial que será disputado na África do Sul.

Neste ano, mesmo com Essien lesionado e desfalcando o país, Gana alcançou a final da Copa Africana de Nações, vencida pelo Egito no mês passado.

Já Eto'o, grande estrela da seleção de Camarões, tentará voltar a faturar o prêmio depois de ter sido eleito o melhor jogador da África em 2003, 2004 e 2005, quando defendia o Barcelona.

Estrela do futebol internacional, Eto'o marcou oito gols nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, sendo um deles na fundamental vitória sobre Marrocos, que assegurou a classificação do seu país ao Mundial.

A premiação africana também irá eleger os melhores clubes e jogadores do continente no ano passado, a maior revelação e o melhor treinador, além da melhor seleção.

Entre as seleções, Costa do Marfim, Argélia e Gana são as concorrentes. Já entre os candidatos a maior revelação estão Adiyiah, do Milan, Erasmus, do holandês Feyenoord, e Emmanuel, do sueco Bodens BK.

16 de fevereiro de 2010

Em jogo eletrizante, Manchester United bate Milan por 3 a 2 e fica perto das quartas

Ronaldinho Gaúcho teve um início arrasador, mas quem levou a melhor no duelo entre Milan e Manchester United, no primeiro jogo das oitavas de final da Liga dos Campeões, foi o inglês Wayne Rooney. Com dois gols, o camisa 10 do time inglês liderou a vitória de virada por 3 a 2 e a boa vantagem para o segundo jogo, no dia 10 de março.

Nos primeiros cinco minutos de jogo Ronaldinho fez duas jogadas de encantar os torcedores presentes no Estádio San Sírio, um drible desconcertente em Rafael e um golaço, batendo de primeira e contando com o desvio da zaga, que abriu o placar para o Milan, aos 3min de jogo.

Parecia que este seria o jogo para Ronaldinho responder pela não convocação de Dunga para o amistoso contra a Irlanda, o último antes da convocação final para a Copa do Mundo.

Mas conforme o tempo foi passando, o brilho de Ronaldinho - que ainda fez uma ou outra bela jogada no primeiro tempo- e do Milan foi diminuindo. E só voltou a acender nos minutos finais quando parte da torcida italiana já deixava o estádio.

E quem se animou foi o Manchester United, que antes de ir para o intervalo conseguiu achar um gol em uma bela furada de Scholes - a bola tocou em sua canela - e a falha do brasileiro Dida, que pulou atrasado e não conseguiu evitar o gol de empate aos 36min.

Na volta do segundo tempo, Ronaldinho Gaúcho pouco produziu e viu Wayne Rooney tomar conta do jogo, com sua raça e oportunismo já conhecidos.

O líder do Manchester United se aproveitou dos buracos da defesa do Milan para marcar seus dois gols e fazer a festa na casa de Ronaldinho. Se o brasileiro precisou de apenas cinco minutos para mostrar suas qualidades, o inglês precisou de mais tempo, mas pelo menos jogou um balde de água fria.

Aos 21min, Rooney aproveitou da entrada inspirada de Valencia, que no primeiro lance alçou a bola na área para o atacante cabecear e encobrir Dida. Pregado no chão, o goleiro torceu em vão para a bola não entrar.

Aos 29min, Darren Fletcher, pela esquerda encontrou Rooney sozinho, entre os zagueiros para cabecear forte e ampliar a vantagem inglesa.

Ronaldinho, voltou a aparecer no fim da partida, dando bom passe para Seedorf fazer, de letra, aos 40min, o segundo gol da partida. Com ânimo renovado, o Milan pressionou, chegou com perigo por duas vezes mas não conseguiu empatar o jogo.

Com o resultado, o Milan completou mais um jogo sem vencer em seu estádio nesta Liga dos Campeões. Em contrapartida, o Manchester United conquistou sua quarta vitória em seu quarto jogo como visitante nesta edição.

No jogo do dia 10 de março, o Manchester United se classifica para as quartas de final com um empate ou uma derrota por um gol de diferença - desde que o placar não seja 4 a 3 para o Milan. Qualquer vitória por dois ou mais gols coloca Ronaldinho e companhia na próxima fase.

Barcelona e Messi concorrem ao Laureus, considerado o 'Oscar do esporte'


O atacante argentino Lionel Messi e o clube pelo qual joga, o Barcelona, concorrem neste ano ao prêmio Laureus, considerado o Oscar do esporte, pelo desempenho obtido no ano de 2009. A cerimônia ocorre no dia 10 de março, na cidade de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Messi poderá ser eleito o melhor esportista do ano por ter recebido o prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa e por seu desempenho com o Barcelona em 2009, quando levou o clube catalão aos títulos do Campeonato Espanhol, da Copa do Rei, Supercopa da Espanha, Liga dos Campeões, Supercopa da Uefa e Mundial de Clubes da Fifa, o que coloca o Barcelona na concorrência do prêmio de melhor equipe.

Os concorrentes de Messi na categoria esportista do ano também acumulam feitos importantes. O ciclista espanhol Alberto Contador foi o vencedor da Volta da França, o atleta etíope Kenenisa Bekele foi campeão mundial nos 5.000 m e 10.000 m, o tenista suíço Roger Federer se tornou o maior vencedor de Grand Slams, o velocista jamaicano Usain Bolt foi campeão mundial nos 100 m, 200 m e 4x100 m, com direito a recordes mundiais, além do motociclista italiano Valentino Rossi, heptacampeão da MotoGP.

Já o Barcelona disputa o título de melhor equipe com a escuderia Brawn GP, campeã da Fórmula 1 de pilotos e construtores, a seleção alemã de futebol feminino conquistou seu quinto título europeu, o Los Angeles Lakers venceu a NBA pela 15ª vez, o New York Yankees conquistou o título da MLB pela 27ª vez e a seleção sul-africana de rúgbi foi o melhor time de rúgbi no ano.

O único time de futebol a vencer o Laureus foi o Manchester United, eleito o melhor em 2000, primeira edição do prêmio, depois de ter vencido a Liga dos Campeões e o título mundial.

Sem atletas indicados nas principais categorias desta edição, o Brasil já teve cinco premiados. Pelé foi o vencedor pelo conjunto da obra em 2000, em 2002 foi a vez do skatista Bob Burnquist ser eleito o melhor em esportes de ação. O título mundial de futebol em 2002 ainda rendeu dois prêmios aos brasileiros em 2003, quando a seleção brasileira de foi eleita a melhor equipe e o atacante Ronaldo foi premiado como o retorno do ano. A última conquista de brasileiros foi no ano passado, quando o nadador Daniel Dias ganhou na categoria para atletas paraolímpicos.

Os argentinos têm duas chances de ganhar o prêmio pela primeira vez. Além do argentino Lionel Messi na categoria esportista do ano, o tenista Juan Martin Del Potro concorre na categoria revelação por ter derrotado Roger Federer na final do Aberto dos Estados Unidos em 2009.


ESPORTISTA DO ANO - MASCULINO

Alberto Contador (ESP) - ciclismo
Kenenisa Bekele (ETI) - atletismo
Lionel Messi (ARG) - futebol
Roger Federer (SUI) - tênis
Usain Bolt (JAM) - atletismo
Valentino Rossi (ITA) - motovelocidade


ESPORTISTA DO ANO - FEMININO

Britta Steffen (ALE) - natação
Federica Pellegrini (ITA) - natação
Lindsey Vonn (EUA) - esqui
Sanya Richards (EUA) - atletismo
Serena Williams (EUA) - tênis
Shelly-Ann Fraser (JAM) - atletismo


MELHOR EQUIPE DO ANO

Barcelona - futebol
Brawn GP - formula 1
Los Angeles Lakers - basquete
New York Yankees - beisebol
seleção alemã - futebol feminino
seleção sul-africana - rúgbi


SURPRESA DO ANO

Jenson Button (GBR) - formula 1
Ji Yai Shin (CDS) - golfe
Juan Martin Del Potro (ARG) - tennis
Mark Cavendish (GBR) - ciclismo
Wolfsburg (ALE) - futebol


RETORNO DO ANO

Blanka Vlasic (CRO) - atletismo
Brett Favre (EUA) - futebol Americano
Jessica Ennis (GBR) - atletismo
Kim Clijsters (BEL) - tennis
Lance Armstrong (EUA) - ciclismo
Tom Watson (EUA) - golfe


ESPORTISTA PARAOLÍMPICO DO ANO

Gizen Girismen (TUR) - tiro com arco
Justin Eveson (AUS) - basquete cadeira de rodas
Kurt Fernley (AUS) - corrida em cadeira de rodas
Michael Teuber (ALE) - ciclismo
Natalie du Toit (AFS) - natação
Shingo Kunieda (JAP) - tênis em cadeira de rodas

ESPORTISTA RADICAL DO ANO

Antoine Albeau (FRA) - windsurf
Chris Cole (EUA) - skate
Danny MacAskill - ciclismo trial
Greg Lond (EUA) - surfe
Mick Fanning (AUS) - surfe
Stephanie Gilmore (AUS) - surfe

9 de fevereiro de 2010

Lincoln chega confiante ao Verdão: ‘Não vim para ser reserva, vim para jogar’


Apresentado como o mais novo reforço do Palmeiras nesta terça-feira, Lincoln, de 31 anos, mostrou bastante otimismo para os dois anos de contrato que terá com o clube. Além disso, esbanjou confiança. Embora esteja há oito meses sem jogar por conta do litígio com o Galatasaray, da Turquia, o meia avisa que chega para ser titular.

- Eu não vim para o Palmeiras para ser reserva. Eu vim para jogar, para ser titular. Só estou esse tempo todo parado por opção minha. Estou feliz em trabalhar com o melhor técnico do Brasil, que é o Muricy Ramalho, e sei que é ele quem decide, porque o clube tem um elenco e respeito todos – falou o novo meia do Verdão.

Lincoln está desde maio sem fazer uma partida oficial porque brigou com a diretoria do clube turco. O jogador tinha propostas para deixar o Galatasaray, mas a equipe não facilitou a sua liberação. Ele, então, decidiu não jogar mais e o processo chegou até a Fifa. Agora que acertou com o Palmeiras, tudo está resolvido.

- Estou há um tempo fora, mas o futebol não tem muita diferença de um lugar para o outro. Mas é claro que vou precisar de um tempo para me adaptar. Tenho certeza que escolhi o clube certo para recomeçar e que todos vão fazer questão de me ajudar na minha readaptação – acrescentou Lincoln.

O novo palmeirense afirmou que durante todo esse tempo parado não deixou de cuidar da parte física, mas que para voltar a jogar ainda é cedo.

- Estou ansioso para voltar a treinar, para ter contato com a bola. Mas tenho de ser cauteloso, porque não posso querer entrar e me machucar logo de cara – finalizou.

No Palmeiras, Lincoln usará a camisa 99, em alusão aos 99 gols que tem na carreira até aqui, em 428 jogos como profissional.


Dunga convoca a seleção para amistoso e Ronaldinho Gaúcho está fora

O técnico Dunga convocou na manhã desta terça-feira a Seleção Brasileira para o último amistoso antes da Copa do Mundo: contra a Irlanda, no dia 2 de março, no Emirates Stadium, em Londres. A "decepção" acabou sendo a ausência de Ronaldinho. Apesar do clamor popular pela sua presença e as boas atuações no Milan, o treinador acabou não se convencendo.

Goleiros:
Júlio César (Internazionale)
Doni (Roma)

Laterais:
Maicon (Internazionale)
Daniel Alves (Barcelona)
Michel Bastos (Lyon)
Gilberto (Cruzeiro)

Zagueiros:
Lúcio (Internazionale)
Juan (Roma)
Thiago Silva (Milan)
Luizão (Benfica)

Meias:

Ramires (Benfica)
Gilberto Silva (Panatinaikos)
Felipe Melo (Juventus)
Elano (Galatasaray)
Kaká (Real Madrid)
Júlio Baptista (Roma)
Josué (Wolfsburg)
Kleberson (Flamengo)

Atacantes:
Luis Fabiano (Sevilla)
Nilmar (Villarreal)
Adriano (Flamengo)
Robinho (Santos)

7 de fevereiro de 2010

Lincoln é anunciado oficialmente pelo Palmeiras

O meio-campista Lincoln foi finalmente anunciado pelo Palmeiras. A diretoria confirmou o acerto de dois anos na tarde deste domingo, durante o jogo contra o Bragantino. O jogador de 31 anos, que rescindiu com o Galatarasay na sexta-feira, será apresentado nesta semana, na Academia de Futebol.

Revelado nas divisões de base do Atlético-MG, o meia deixou o clube mineiro em 2001, quando se transferiu para a Alemanha. Lá jogou por dois anos no Kaiserslautern e mais dois anos no Schalke 04. Antes de retornar ao Brasil para defender o Palmeiras, esteve duas temporadas no Galatasaray.

"Estou muito feliz pelo desfecho da negociação e por retornar ao Brasil, principalmente por se tratar de um clube top de linha como o Palmeiras. Tinha outras propostas, inclusive da Europa, mas optei por trabalhar em São Paulo", disse o atleta, seduzido também por trabalhar com Muricy Ramalho.

Em entrevista ao site oficial do Palmeiras, Lincoln destacou que não foi fácil chegar a um acerto. O meia viva um litígio com o clube turco, onde estava afastado, e as duas partes precisaram abrir mão de alguns detalhes. "O ano de 2010 tem tudo para ser maravilhoso para a torcida palmeirense", finalizou.

Com gols de Robinho e Neymar, Peixe bate Tricolor e lidera


Se Robinho aprendeu a ficar no banco de reservas durante sua estada no Manchester City (ING), foi do próprio banco que o camisa 7 do Santos começou a assistir à vitória do Peixe sobre o São Paulo neste domingo, na Arena Barueri. E a entrada do camisa 7 foi fundamental para o resultado da partida.

Foi do banco que Robinho viu entrar em campo a equipe liderada pelos garotos Paulo Henrique Ganso e Neymar tomar conta do experiente time tricolor na primeira etapa da partida. Além da juventude, a equipe santista ainda contava com jogadores um pouco mais rodados, como Marquinhos que, de calcanhar, tocou para Arouca chutar a primeira bola ao gol do São Paulo.

Robinho e seus companheiros até se levantaram para pedir um pênalti em Paulo Henrique Ganso, depois que o meia colocou a bola entre as pernas de Washington e trombou com Renato Silva, entretanto o choque foi normal.

O São Paulo tentava segurar a pressão santista e, com certa timidez, armava alguns contra-ataques.

O Santos continuava a mandar na partida quando André, após jogada de Ganso de novo, tocou na bola e ela corre lentamente para a linha de fundo, passando na frente do gol são-paulino. Robinho quase chegou a comemorar.

Mas o atacante santista comemorou mesmo aos 37 minutos do primeiro tempo. Depois de Arouca fugir na falta de Richarlyson no meio campo, foi derrubado por Miranda dentro da área. Neymar com uma "paradona" deslocou Rogério Ceni e, com muita categoria, colocou o Santos à frente no placar.

Se a partida para Robinho estava emocionante mesmo do banco, o segundo tempo foi diferente para o camisa 7, que começou a aquecer logo aos três minutos da segunda etapa. Aos nove foi chamado por Dorival Júnior e finalmente aos 12, voltou a entrar em campo com a camisa do Santos, que mais tarde ajudaria a conquistar a vitória.

E foi de dentro de campo que Robinho assistiu ao belo cruzamento Marcelinho Paraíba encontrar Roger, que havia acabado de entrar, para cabecear e empatar a partida.

A partir do empate, a partida ficou extremamente equilibrada, alternando bons ataques de ambas as equipes, como a tabela entre Neymar e Robinho e a ótima defesa de Rogério Ceni.

Mas a estrela do camisa 7 brilhou mais forte na Arena Barueri. Aos 40 minutos do segundo tempo, Robinho mostrou que ainda tem futebol para mostrar. Com um toque de letra, o Rei do drible completou o cruzamento de Wesley e garantiu a liderança para do Campeonato Paulista para o Santos.

Roma vence e assume vice-liderança do Campeonato Italiano

Com um gol do atacante Vucinic, aos 37 minutos do segundo tempo, a Roma venceu por 1 a 0 a Fiorentina, neste domingo, em Florença, e assumiu a vice-liderança do Campeonato Italiano. Com o resultado, a equipe da capital chegou a 44 pontos, dois a mais que o Milan. Já o time de Florença segue em má fase e só ocupa a 11ª pocição, com 31.

No entanto, a Roma pode perder a posição para Milan, pois os comandados de Leonardo tem um jogo a menos, justamente contra a Fiorentina. A equipe da capital vem se recuperando na competição após um início ruim.

Na próxima rodada, a Roma terá pela frente o Palermo, na capital italiana. Já a Fiorentina vai até Gênova encarar a Sampdoria.

Com dois gols de Drogba, Chelsea vence Arsenal e mantém liderança


O Chelsea entrou em campo pressionando neste domingo, precisando vencer o Arsenal para terminar a rodada na liderança do Campeonato Inglês. Mas a pressão não atrapalhou a equipe comandada pelo italiano Carlo Ancelotti, muito menos o atacante Didier Drogba, que marcou duas vezes e comandou a vitória por 2 a 0.

Com o resultado, o Chelsea chegou a 58 pontos, e voltou ao primeiro lugar, que perdera provisoriamente no sábado, após os 5 a 0 do Manchester United sobre o Portsmouth. Agora, as duas equipes têm 25 jogos, e o United soma dois pontos a menos que a equipe londrina.

Ao marcar os dois gols, Didier Drogba confirmou neste domingo a fama de ser o grande carrasco do Arsenal. Nas últimas dez partidas contra o rival, o artilheiro marfinense balançou as redes 12 vezes.

Precisando da vitória, o Chelsea imprimiu um ritmo forte desde o início e abriu o placar logo aos 8 minutos. Após cobrança de escanteio pela esquerda, o zagueiro John Terry desviou e Drogba, sozinho, só teve o trabalho de escorar a bola para marcar.

O Arsenal foi ao ataque e passou a abrir espaços na defesa. E foi assim que, aos 23 minutos, o Chelsea chegou ao segundo gol. Em contra-ataque puxado por Lampard, Drogba recebeu na direita, entrou na área, cortou Vermaelen e chutou de pé esquerdo para ampliar.

A grande atuação do africano teve ainda uma cobrança de falta na trave, no segundo tempo, e muitas demonstrações de esforço – ele chegou a disputar várias bolas no campo de defesa. Aos 45 minutos da segunda etapa, o marfinense foi substituído e aplaudido de pé pelos torcedores em Stamford Bridge.


video

6 de fevereiro de 2010

Em jogo tenso, Liverpool vence clássico com Everton e entra no G-4


Expulsões, entradas violentas e muita discussão em Anfield Road. Os Reds tiveram o zagueiro grego Kyrgiakos excluído aos 34 minutos do primeiro tempo em forte lance com Fellaini. Antes, o sul-africano Pienaar foi com o pé mais alto em Mascherano, mas ficou no amarelo.


Ainda assim, o time dos brasileiros Lucas (titular) e Fábio Aurélio (entrou no segundo tempo) conseguiu o gol do triunfo aos 10 minutos da etapa final, quando Dirk Kuyt se antecipou ao goleiro Tim Howard em cobrança de escanteio e fez; este foi o quarto tento do holandês dos últimos cinco da equipe.


A partida continuou tensa, e apenas uma expulsão, a de Pienaar, aconteceu, mas aos 50 minutos do segundo tempo. Mais vermelhos não foram dados pois o árbitro Martin Atkinson não quis.

O resultado colocou o Liverpool com 44 pontos, dois à frente do Tottenham, que enfrenta o Aston Villa, em casa, ainda hoje. Já o Everton estaciona nos 32, sem grandes pretensões na Premier League.