29 de novembro de 2009

Barça derrota o Real Madrid em clássico Espanhol e assume a liderança

Com Cristiano Ronaldo como titular, o Real Madrid teve as melhores chances de abrir o placar na primeira etapa. Inspirado, Kaká comandou as investidas merengues, e em uma delas driblou dois defensores do Barcelona antes de dar o passe para o português, que chutou no contrapé de Victor Valdés, e o goleiro do Barça fez grande defesa.

O arqueiro catalão, por sinal, autou em muitos lances como líbero, enquanto Puyol e Piqué batiam cabeça. Já o ataque do time mandante, com Henry e Messi, não conseguia produzir jogadas ofensivas.

No segundo tempo, o técnico Josep Guardiola colocou Ibrahimovic em campo aos seis minutos no lugar do atacante francês, e quatro minutos deixou sua marca: em belo cruzamento de Daniel Alves, o sueco se antecipou à defesa para superar Iker Casillas.

Porém, o que parecia o sossego para o Barcelona, se complicou aos 15 minutos: em lance infantil, Busquets meteu a mão na bola no meio-campo e, como já tinha um cartão amarelo, levou outro e foi expulso. Apesar disso, o Real não conseguiu superar a bem postada defesa catalã, e o placar não se alterou.

Neste domingo, no grande clássico da 12ª rodada do Campeonato Espanhol, o Barcelona ganhou do Real Madrid por 1 a 0 e tomou a liderança do arquirrival merengue.

O grande nome do jogo foi o sueco Ibrahimovic: ele entrou aos 6 minutos do segundo tempo no lugar de Thierry Henry e, 4 minutos depois, escorou cruzamento de Daniel Alves para o fundo das redes.

Kaká é o único brasileiro entre os dez finalistas à conquista da Bola de Ouro

O meio-campista Kaká é o único brasileiro presente na lista dos dez finalistas para ganhar a Bola de Ouro de 2009. O argentino Lionel Messi e o português Cristiano Ronaldo também estão presentes na lista revelada neste domingo. O vencedor do prêmio será divulgado na madrugada da próxima terça-feira.


Kaká foi o ganhador da Bola de Ouro em 2007, e ficou apenas em oitavo na decisão do prêmio no ano passado. A revista francesa "France Football" revelou os nomes dos finalistas a este prêmio, entre os quais também estão o sueco Zlatan Ibrahimovic, o camaronês Samuel Eto'o, o marfinense Didier Drogba, os britânicos Steven Gerrard e Wayne Rooney, e os espanhóis Andrés Iniesta e Xavi Hernández.


Todas as apostas indicam que o prêmio irá para Messi, o que o transformaria no primeiro argentino a receber esta recompensa e um dos premiados mais jovens da história.

Kiessling faz três, assume artilharia, e devolve Bayer Leverkusen à liderança

Se o sábado foi de Edin Dzeko, que marcou dois gols no empate do Wolfsburg com o então líder Werder Bremen, o domingo foi de Stefan Kiessling, do Bayer Leverkusen. O jovem atacante fez três gols na goleada por 4 a 0 sobre o Stuttgart, dos brasileiros Cacau e Élson, em casa, e de quebra assumiu a artilharia do Campeonato Alemão, com nove. Resultado que devolveu o Rubro-Negro à ponta da competição após 14 rodadas, com 30 pontos.

Jogando em casa, o Bayer Leverkusen não demorou a se impor e deixou o primeiro tempo já vencendo por 2 a 0. Kiessling, aos 22, e Derdiyok, aos 39, anotaram os gols. Na etapa final, brilhou a estrela do atacante, convocado recentemente para a seleção da Alemanha. Ele marcou aos 14 e aos 42, de pênalti.

Também neste domingo, o Bayern de Munique visitou o Hannover e venceu por 3 a 0. Müller, Olic e Mario Gomez fizeram os gols do time bávaro, que agora tem 24 pontos e ocupa a quarta posição. O Hannover aparece em 12º, com 16 pontos.

Confira a 14ª rodada completa:

Sexta-feira
Bochum 0 x 0 Colônia

Sábado Werder Bremen 2 x 2 Wolfsburg
Hoffenheim 1 x 2 Borussia Dortmund
Mainz 1 x 1 Hamburgo
Hertha Berlin 1 x 3 Eintracht Frankfurt
Nuremberg 0 x 1 Freiburg
Borussia M'Gladbach 1 x 0 Schalke

Domingo
Bayer Leverkusen 4 x 0 Stuttgart
Hannover 0 x 3 Bayern de Munique

Chelsea atropela o Arsenal em clássico londrino e dispara na liderança

O Chelsea se consolidou neste domingo como líder do Campeonato Inglês ao derrotar o Arsenal, seu maior rival local, no clássico londrino. A partida, disputada no Emirates Stadium, casa do Arsenal, terminou com o placar de 3 a 0. Drogba (dois) e Vermaelen (contra) anotaram os gols.

Com o resultado, o Chelsea chegou após 14 rodadas a 36 pontos, cinco a mais que o segundo colocado, o Manchester United. O Arsenal aparece em quarto lugar, com 25 pontos e um jogo a menos.

O jogo começou muito equilibrado, com correria e marcação de parte a parte. O Arsenal, que teve Denílson e Eduardo da Silva titulares, tomou mais a iniciativa no começo, com o Chelsea mais perigoso quando saía nos contragolpes.

Os Azuis abriram o placar aos 40 minutos. Ashley Cole avançou pela esquerda e cruzou para a área. Drogba apareceu pelo meio e escorou de pé direito, no ângulo de Almunia: 1 a 0 Chelsea.

O segundo gol saiu pouco antes do intervalo, e foi um repeteco do primeiro. Ashley Cole cruzou, mas desta vez Vermaelen se antecipou a Drogba e desviou. A bola acabou morrendo no mesmo ângulo do gol do Arsenal.

Com desvantagem de dois gols, o Arsenal voltou com tudo para o segundo tempo e chegou a ter um gol de Arshavin mal anulado. O Chelsea, aos poucos, equilibrou as ações e matou o jogo já perto do fim, em linda cobrança de falta de Drogba.

23 de novembro de 2009

Em jogo emocionante, Milan vence Cagliari com gols de Pato e Ronaldinho

Milan e Cagliari fizeram neste sábado um dos jogos mais emocionantes do Campeonato italiano até a 13ª rodada e o time do técnico brasileiro Leonardo conseguiu a vitória por 4 a 3. Pato e Ronaldinho marcaram para os ‘rossoneri’.

Somente no primeiro tempo, a partida teve cinco gols e duas viradas no placar. Seedorf deu mostras do quão alucinante seria o ritmo do confronto ao balançar a rede já aos cinco minutos. Borriello recebeu passe na área, girou e tocou atrás para o meia holandês bater e primeira.

Com Matri, aos 9, após cruzamento na área, e Lazzarri, aos 30, em chute cruzado, entretanto, os visitantes passaram à frente no marcador.

Mas a reação adversária não inibiu o Milan, que deixou tudo igual com Borriello, aos 38. depois de aproveitar rebote em cabeça de Alexandre Pato. E foi com Pato que a equipe voltou a ter a vantagem aos 40 minutos. O brasileiro fez belo gol em chute forte no ângulo.

Na volta do intervalo, Ronaldinho Gaúcho fez de pênalti aos 17 e deixou o time da casa mais tranquilo no placar. O brasileiro Nenê até tentou colocar o Cagliari no jogo novamente ao marcar após bobeada da zaga adversária, mas desta vez o Milan segurou a pressão.

Com mais três pontos, o Milan chega a 25 e ultrapassa provisoriamente a Juventus na segunda colocação do Italiano - a líder Inter tem 32. O Cagliari é o oitavo colocado, com 19 pontos.

Em alta, Nilmar marca dois em vitória do Villareal sobre o Valladolid

Em grande fase na seleção brasileira e com presença quase assegurada na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, o atacante brasileiro Nilmar foi o principal destaque do Villarreal na vitória deste domingo por 3 a 1 sobre o Valladolid, pela 11ª rodada do Campeonato Espanhol.

O jogador marcou duas vezes, aos sete minutos de partida e aos quatro do segundo tempo. Rossi fez o outro gol do Villarreal, aos 13 minutos da etapa complementar, enquanto outro brasileiro, Diego Costa, descontou para o Valladolid aos 17 minutos do segundo tempo.

O resultado leva o time de Nilmar aos 12 pontos na classificação do Espanhol, ao passo que o Valladolid permanece com dez.

22 de novembro de 2009

Werder Bremen goleia fora de casa e segue na vice liderança do Alemão

O Werder Bremen visitou o Freiburg neste sábado pela 13ª rodada do Campeonato Alemão e não poupou os donos da casa: goleou por 6 a 0 e chegou à primeira colocação. O Freiburg caiu para o 13° lugar.

A liderança do Werder, porém, pode ruir já neste domingo. Isso porque o Bayer Leverkusen, que assim como o rival tem 26 pontos – e menor saldo de gols -, mas soma um jogo a menos, entra em campo contra o Bayern em Munique.

O zagueiro Naldo, presente na última convocação da seleção brasileira, fez o último gol da vitória contra o Freiburg. Marin, Ozil e Rosenberg também marcaram e o atacante português Hugo Almeida fez os outros dois.

"Creio que esta era a rodada para alcançar o Bayer. Eles tem um jogo difícil. A Bundesliga este ano está muito equilibrada. Até o sétimo colocado, a diferença para o primeiro colocado é pequena. Esta é uma rodada muito importante para nós", comentou Naldo.

Leverkusen empata com o Bayern em Munique e retoma ponta do Alemão

Logo no primeiro ataque efetivo que tentou, o time de Munique abriu o placar. O jovem Muller roubou a bola de Schwaab logo aos seis minutos e passou para Klose, que viu Mário Gómez livre de marcação e tocou para o companheiro bater na saída de Adler e abrir o placar da Allianz Arena.

No entanto, a felicidade dos anfitriões durou pouco, já que o Leverkusen igualou o resultado pouco depois, quando Vidal lançou Kiessling, que driblou Van Buyten duas vezes em bonita jogada antes de concluir e fazer 1 a 1.

Em uma partida muito equilibrada, as duas equipes ameaçaram o gol adversário em diversas oportunidades, mas sem muita efetividade.

A melhor chance do primeiro tempo foi com Tymoschuk, que recebeu na área e bateu cruzado para linda defesa do arqueiro do Bayer.

Com tons de dramaticidade nos minutos finais, o Bayern foi com tudo pra cima do Leverkusen, e quase fez o segundo em uma bonita jogada de letra de Gomez, que esbarrou em uma espetacular defesa de Adler, o melhor jogador em campo.

O ponto somado na Allianz Arena deixa o Bayer Leverkusen com 27 pontos, um a mais que o Werder Bremen.

Com cinco gols de Defoe, Tottenham humilha Wigan por 9 a 1


O Tottenham anotou incríveis 9 a 1 no Wigan em sua casa neste domingo pela 13ª rodada do Campeonato Inglês e chegou aos mesmos 25 pontos do rival Arsenal, terceiro colocado, com sete gols a menos de saldo que os 'Gunners'. Nove dos dez gols do confronto saíram somente no segundo tempo

A goleada foi liderada pelo atacante Jermain Defoe, que em tarde inspirada fez cinco dos nove gols dos mandantes. Mas quem abriu o placar foi o 'grandalhão' Peter Crouch, aos nove minutos de jogo, de cabeça. A partir daí, começou o show de Defoe.

O jogador marcou três vezes no intervalo de sete minutos, dos seis aos 13 da etapa final: fez um de cabeça, outro após rebote e o terceiro aproveitando cruzamento. Neste intervalo, Scharner fez em jogada aerea o gol que costuma ser chamado 'de honra' para o Wigan. Neste caso, contudo, a honra dos visitantes esteve longe de ser preservada.

Lennon deu prosseguimento ao espetáculo dos 'Spurs' em White Hart Lane aos 19 em chute da pequena área, e Defoe encerrou sua tarde iluminada ao balançar as redes aos 24 e aos 42. Ainda deu tempo para o goleiro Kirkland, contra, fazer o oitavo dos mandantes - a bola explodiu no travessão após cobrança de falta, bateu nas costas do arqueiro e entrou - e para o croata Kranjcar selar o 9 a 1 nos acréscimos com uma 'bomba' de fora da área.

O placar da partida garantiu ao Tottenham a segunda maior vitória da história da Premier League, competição que teve início na temporada 1992/93. O Manchester United detém o recorde com um triunfo de 9 a 0 sobre o Ipswich, em 1995.

Já o atacante Defoe igualou o recorde de gols de Alan Shearer e Andy Cole, na Premier League. Shearer anotou cinco gols em uma vitória do Newcastle sobre o Sheffield, em 1999, enquanto Cole balançou as redes também por cinco vezes na goleada de 9 a 0 do Manchester. Defoe ainda faturou a artilharia da competição, com 11 gols, superando os dez de Fernando Torres, do Liverpool.

Chelsea goleia vice lanterna e dispara no Inglês

O Chelsea voltou a dar a show e bateu o Wolverhampton por 4 a 0 em casa neste sábado. Com a goleada, a terceira em quatro jogos no Campeonato Inglês, os ‘Blues’ ficam ainda mais folgados na primeira colocação. Os 'Wolves' estão em penúltimo.

O time de Londres soma 33 pontos em 13 rodadas, oito pontos a mais que o vice-líder Arsenal, com uma partida a menos. Os ‘Gunners’, aliás, permitiram que o rival se distanciasse ainda mais ao perderem por 1 a 0 para o Sunderland fora de casa também neste sábado.

O show dos mandantes começou com gol de Malouda logo aos cinco minutos de partida. O meio campista francês recebeu a bola na intermediária e levou antes de soltar uma bomba de pé esquerdo, marcando um golaço.

Ainda no primeiro tempo, Essien marcou duas vezes, aos 12 e aos 22, e praticamente decretou a vitória dos mandantes já no início do confronto. O primeiro saiu de cabeça, após escanteio de Malouda. O segundo, após bela troca de passes com Kalou, que culminou com o volante ganês chutando rasteiro.

Com 11 minutos da etapa final, Joe Cole fez o quarto. O inglês, que se recuperava de lesão, não marcava um gol há mais de um ano. Anelka fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro na área, Kalou só rolou a bola de primeira e Joe Cole chutou forte.

20 de novembro de 2009

LDU goleia River Plate (URU) e enfrenta o Fluminese na decisão da Copa Sul - Americana

A LDU não teve dificuldades e goleou por 7 a 0 o River Plate, do Uruguai, quinta-feira, em Quito. Com isso, a equipe equatoriana está na decisão da Sul-Americana e revive a final da Libertadores 2008 contra o Fluminense, na próxima quarta-feira.

Apesar de jogar fora de casa, o River partiu pra cima do adversário e quase abriu o placar nos primeiros minutos de jogo. Aos seis, Varela chutou dentro da área, mas a bola rebateu na zaga e sobrou para o goleiro defender.

A LDU respondeu aos 11 minutos. Mendez recebeu da entrada da área, arriscou o chute e a bola passou muito perto do gol.

Porém, aos 16, Reasco entrou na área e foi derrubado por Sosa. O juiz marcou o pênalti e Bieler colocou o time da casa na frente do marcador. A LDU não se acomodou na partida e logo marcou o segundo. Aos 27, após escanteio, Espínola subiu mais que a zaga e cabeceou forte. Luciano ainda chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol equatoriano.

A LDU continuou pressionando o River Plate e Méndez chegou a carimbar uma bola no travessão. A pressão deu certo e nos acréscimos da partida a equipe equatoriana conseguiu marcar o terceiro com Bolaños.

Segundo tempo

A LDU voltou para a segunda etapa do mesmo jeito que terminou o primeiro tempo: pressionando a equipe adversária. Com isso, aos 11 minutos Méndez chutou rasteiro da entrada da área e a bola entrou no canto direito do goleiro Luciano. Aos 18, os uruguaios tentaram diminuir, mas Domínguez salvou o time da casa.

Com a vantagem no placar, a LDU começou a tocar mais a bola no meio-campo. Mas não teve dificuldades e marcou dois gols em cinco minutos com De La Cruz, aos 32, e Bieler, aos 37.

Quando tudo parecia que o jogo terminaria seis a zero, o time da casa conseguiu marcar o sétimo. Aos 43, Bieler entrou livre na área e bateu na saída do goleiro Luciano, dando números finais a partida.

Espanha volta ao topo do ranking da Fifa; Brasil cai para 2º

A Espanha recuperou o primeiro posto da ranking da Fifa, superando o Brasil, que vinha ocupando a posição desde julho.

A maior evolução entre as dez melhores seleções foi conseguida por Portugal, que subiu cinco postos, até o quinto lugar, depois de garantir sua vaga na Copa do Mundo de 2010 na repescagem contra a Rússia.

Das 20 primeiras seleções do ranking, apenas Croácia, a décima, e Rússia, a 13ª, não estarão na Copa da África do Sul.

Classificação dos dez primeiros colocados no ranking da Fifa:

1. Espanha 1622 pontos.
2. BRASIL 1592.
3. Holanda 1279.
4. Itália 1215.
5. Portugal 1181.
6. Alemanha 1170.
7. França 1122.
8. Argentina 1085.
9. Inglaterra 1063.
10. Croácia 1050.

18 de novembro de 2009

Mesmo sem Cristiano Ronaldo, Portugal garante sua vaga no Mundial

A seleção de Portugal vai disputar uma Copa do Mundo pela terceira vez consecutiva. Nesta quarta-feira, os portugueses venceram a Bósnia, fora de casa, por 1 a 0, em jogo válido pela repescagem das Eliminatórias Europeias. Portugal não contou com o astro Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, recuperando-se de uma lesão no tornozelo.

Na partida de ida entre as duas seleções, disputada no sábado, Portugal levou a melhor pelo mesmo placar. Nesta quarta-feira, Raul Meireles, aos 11 minutos do segundo tempo, fez o único gol da partida. Ele aproveitou bela trama ofensiva e chutou no canto, sem chances para o goleiro.

Será a quinta participação de Portugal em Copas. A seleção disputou os Mundiais de 1966, 1986, 2002 e 2006. A melhor colocação dos portugueses aconteceu na Copa da Inglaterra, em 66, quando ficaram em terceiro lugar.

A campanha de Portugal nas Eliminatórias foi marcada por muito sofrimento. No grupo 1, a seleção portuguesa estreou com derrota em casa para a Dinamarca, que se classificou para a Copa da África do Sul como primeira colocada da chave.

Em seguida, os empates sem gols em casa com Albânia e Suécia complicaram a situação dos comandados de Carlos Queiroz. A recuperação começou com vitória fora de casa sobre a Albânia, com gol no último minuto. O empate com a Dinamarca em Copenhague deu fôlego ao time, que então venceu seus três últimos compromissos na disputa até chegar à repescagem.

Argélia vence 'guerra' contra Egito e vai à Copa da África do Sul em 2010

Em um confronto forçado - as seleções terminaram empatadas em todos os critérios na fase de grupos -, cercado de rivalidade e nervosismo, a Argélia levou a melhor na 'guerra' contra o Egito e com uma vitória por 1 a 0 garantiu participação na Copa do Mundo de 2010 na África do Sul. O zagueiro Yahia fez o único gol da partida disputada em campo neutro, no Sudão, aos 40 minutos do primeiro tempo.

Está será a terceira vez que os argelinos, representantes do 27° país garantido no próximo Mundial, disputam a competição. Na última experiência, em 1986, caíram no grupo do Brasil e até fizeram um jogo duro com a seleção. Entretanto, perderam por 1 a 0 e não avançaram à fase seguinte.

Não faltaram incidentes para 'esquentar' o duelo entre as nações do norte da África. Antes da vitória do Egito sobre a Argélia no último sábado - 2 a 0 no Cairo -, os argelinos tiveram o ônibus apedrejado por torcedores locais e foram hostilizados durante toda a trajetória no país vizinho. Aquele triunfo por 2 a 0, aliás, deixou as seleções empatadas em todos os critérios: 13 pontos, quatro vitórias, nove gols pró e quatro negativos.

Em represália à agressão sofrida no Egito, argelinos invadiram, saquearam, queimaram e destruíram sedes de empresas do país vizinho na sua capital, Argel. Até em cidades francesas foram registrados problemas de violência entre imigrantes.

O triunfo argelino iguala o país ao rival em número de participações em Copas. Antes, havia participado em 1982, na Espanha, e 1986, no México – os egípcios foram a 1934 e 1990, ambas na Itália, e em 1938, na França. Campeã da Copa das Nações Africanas em 1990, a Argélia nunca passou da primeira fase do Mundial.

Além da equipe comandada pelo técnico Rabah Saadane, o continente africano será representado por África do Sul (anfitriã do torneio), Camarões, Nigéria, Gana e Costa do Marfim. As chaves da Copa serão conhecidas em 4 de dezembro, em sorteio realizado pela Fifa na Cidade do Cabo.

Com gol irregular, França marca na prorrogação e vai ao Mundial

A seleção da França contou com um sofrimento inesperado nesta quarta-feira e, com a ajuda da arbitragem, precisou da prorrogação para arrancar um empate por 1 a 1 com a Irlanda e garantir sua classificação à Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. Mesmo jogando em Paris, os franceses perderam por 1 a 0 no tempo regulamentar e só empataram no tempo extra, assegurando presença no Mundial.

No tempo regulamentar, a seleção irlandesa surpreendeu os donos da casa e abriu o placar aos 32 minutos de partida, com Robby Keane. A França se lançou desesperadamente ao ataque e perdeu ótimas oportunidades de gol no fim do jogo, mas não conseguiu evitar a prorrogação.

No tempo extra, a polêmica ficou por conta do lance do gol marcado por Gallas, aos 13 minutos do primeiro tempo. O atacante Thierry Henry aproveitou cobrança de falta de Diarra para a grande área, ajeitou a bola com a mão e rolou para Gallas, que só desviou para empatar a partida por 1 a 1, decretando a classificação francesa.

Campeã mundial em 1998, a França já participou 11 vezes da Copa do Mundo. Em 2010, a equipe chegará ao quarto Mundial consecutivo – 1998, 2002 e 2006 foram os três anteriores. A última vez em que os franceses ficaram de fora da principal competição entre seleções do planeta foi em 1994, no Mundial dos Estados Unidos.

Na primeira partida da repescagem das Eliminatórias Europeias, os franceses haviam conquistado um ótimo resultado na casa dos irlandeses – venceram por 1 a 0 e chegaram ao confronto desta quarta-feira, em Paris, dependendo apenas de um empate no tempo normal para garantir a classificação.

14 de novembro de 2009

Com ajuda de Moçambique, Nigéria vence Quênia e entra na Copa

A Nigéria tornou-se o quarto país africano classificado para a Copa do Mundo. Com direito a emoção total para ter a vaga. Os nigerianos venceram Quênia por 3 a 2 neste sábado, fora de casa, e contaram com a derrota da Tunísia por 1 a 0 para Moçambique para ficarem com a liderança do Grupo B.
Os nigerianos sofreram para comemorar a classificação. Oliech fez 1 a 0 para Quênia, aos 16 do primeiro tempo. Na etapa final, Obafemi Martins e Yakubu viraram para os visitantes aos 18 e 20. Porém, Wetende deixou 2 a 2 aos 33. O gol da vitória e da classificação foi de Obafemi Martins de novo, faltando sete minutos para o final.

Em Moçambique, os donos da casa tiraram a vaga da Tunísia com um gol de Dario, aos 38 da etapa final, quando os tunisianos já colocavam a mão na Copa do Mundo.

Fora do Mundial em 2006, a Nigéria disputará o torneio da Fifa pela quarta vez, depois de ter jogado em 1994, 1998 e 2002.

França sai na frente da Irlanda por vaga na Copa de 2010

A seleção francesa deu um passo importante para ir à Copa do Mundo de 2010. Em Dublin, os Bleus venceram a Irlanda por 1 a 0 neste sábado, com gol de Anelka, pela partida de ida da repescagem das eliminatórias europeias.

A partida decisiva será na próxima quarta-feira, em Saint-Denis, e o time de Raymond Domenech pode até empatar para ir à África do Sul. A França foi aos três últimos Mundiais: 1998 (campeã em casa), 2002 (eliminada na primeira fase) e 2006 (vice-campeã).

Anelka fez o gol da vitória aos 28 do segundo tempo. Após passe de Gourcuff, o atacante do Chelsea chutou de fora, a bola bateu em O’Shea, tocou na trave e entrou.

Nova Zelândia vence Bahrein e voltará a disputar uma Copa após 28 anos

Depois de 28 anos de espera a Nova Zelândia voltará a disputar uma Copa do Mundo. A classificação da seleção neozelandesa, primeira colocada da Oceania, para o Mundial da África do Sul, no ano que vem, veio neste sábado com a vitória de 1 a 0 sobre o Bahrein, quinto da Ásia, no Westpac Stadium, em Wellington. No primeiro jogo da respecagem das eliminatórias, no Bahrein, houve empate de 0 a 0.

Neste sábado, os neozelandeses abriram o marcador aos 45 minutos de jogo, por intermédio de Rory Fallon. No segundo tempo, a seleção da casa recuou para garantir o resultado, e o Bahrein, que nunca disputou uma Copa, teve a seu favor um pênalti aos cinco minutos como a sua melhor chance. Mas o goleiro Mark Paston acabou defendendo a cobrança de Sayed Mohamed.

A única vez em que a seleção da Oceania disputou uma Copa foi na Espanha, em 1982, quando fez parte do grupo doBrasil comandado por Telê Santana e foi eliminada na primeira fase. Antes de serem derrotados na última partida da primeira fase pela seleção de Zico, Sócrates, Júnior, Falcão e Éder por 4 a 0, os neozelandeses perderam por 5 a 2 para os escoceses e de 3 a 0 para União Soviética.

Eto’o marca e leva Camarões ao Mundial de 2010

Samuel Eto’o pode comemorar: após o fracasso de 2006, Camarões venceu Marrocos por 2 a 0 neste sábado, fora de casa, e garantiu seu lugar na Copa do Mundo de 2010. O atacante do Inter de Milão fez o segundo gol da partida.

O primeiro gol camaronês foi de Webo, aos 18 minutos de jogo, com chute da entrada da área. A estrela Eto’o ampliou para 2 a 0 aos sete do segundo tempo, quase em cima da linha, após toque de cabeça de Makoun.

Nas últimas eliminatórias, Camarões foi eliminado de forma traumática e ficou fora da Copa. Em casa, a equipe de Eto’o precisava da vitória contra o Egito para ir à Alemanha, mas ficou no 1 a 1. Para desespero da torcida e jogadores, Wome desperdiçou uma cobrança de pênalti nos acréscimos. Esta será o sexto Mundial de Camarões, que já jogou o torneio da Fifa em 1982, 1990, 1994, 1998 e 2002.

O resultado na última rodada deixa a seleção camaronesa com 13 pontos em primeiro lugar do Grupo A. O Gabão ficou em segundo com nove, depois de perder por 1 a 0 para Togo neste sábado.

Sem Cristiano Ronaldo, Portugal vence Bósnia e abre vantagem pela vaga na Copa do Mundo

Jogando em casa, Portugal sofreu e precisou suar muito, mas saiu com a vitória por 1 a 0 sobre a Bósnia-Herzegovina neste sábado no duelo de ida da repescagem das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2010.

Sem sua principal estrela, o meia-atacante Cristiano Ronaldo, machucado, os donos da casa tiveram o brasileiro naturalizado português Liedson como titular, mas foi Bruno Alves quem marcou o único tento da partida, aos 31 minutos do primeiro tempo.

Com o triunfo, Portugal joga a partida de volta, na próxima quarta-feira e na casa do rival, podendo até empatar que ainda assim estará no Mundial do próximo ano. Cristiano Ronaldo, assim como neste sábado, apenas assistirá o confronto.

A vitória veio, mas foi suada, com o ataque bósnio, formado pela dupla Dzeko, do Wolfsburg, e Ibisevic, do Hoffenheim, mandando bola na trave a menos de dois minutos do fim do jogo.

11 de novembro de 2009

Jogadores da seleção alemã participam de passeata de luto por morte de Enke


O técnico da Alemanha, Joachim Löw, o meia Michael Ballack e vários outros jogadores da seleção do país participaram nesta quarta-feira, na cidade de Hannover, de uma passeata de luto pela morte do goleiro Robert Enke, de 32 anos, que cometeu suicídio nesta terça-feira.

Milhares de pessoas participaram da manifestação e levaram velas, flores e mensagens de apoio à família do jogador. A passeata terminou com um culto em memória de Enke em uma igreja local.

A Alemanha está em choque em função da trágica morte de Enke, cujo corpo foi encontrado em uma passagem de nível de uma linha férrea. A polícia encontrou uma carta deixada pelo jogador pedindo perdão à família e aos amigos por sua ação desesperada.

Desde a chanceler alemã, Angela Merkel, ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, várias personalidades dos meios político e esportivo lamentaram o ocorrido.

Durante uma entrevista coletiva concedida na manhã de hoje para anunciar o cancelamento de um amistoso contra o Chile, o diretor-geral da seleção alemã, Oliver Bierhoff, foi às lágrimas ao falar sobre o caso.

Enke, que defendia o Hannover 96, sofria de depressão desde 2003 e se tratava com um psiquiatra, mas só havia falado a respeito da doença com familiares próximos. Em 2006, o jogador perdeu sua filha Lara, de dois anos, após várias operações infrutíferas e em consequência de uma doença cardíaca congênita.

Em maio do ano passado, Enke e sua mulher adotaram uma menina, Leila, que agora tem oito meses, mas nem mesmo assim conseguiu se recuperar.

A mulher do jogador, Teresa, e o psiquiatra, Valentin Makser, revelaram a luta de Enke contra a depressão há poucos meses, com medo de perder a guarda da filha. "Ele tinha muito medo de perder Leila e de ter que deixar o futebol", explicou Teresa. "Fiz de tudo para estar a seu lado. No fim, ia com ele aos treinamentos. Achava que com amor podíamos superar tudo", acrescentou.


video

8 de novembro de 2009

Com gol de Terry, Chelsea vence clássico contra Manchester United e dispara na liderança

Atuando no Stamford Bridge, foi o Chelsea que tomou o primeiro susto do confronto. Aos 10 minutos, Evra avançou pela esquerda e passou para Rooney, que fez o giro dentro da área e bateu com força, mandando a bola muito próxima do gol. Na sequência, o que se viu foi duas defesas bem postadas e seguras, enquanto os meio-campistas se esforçavam para manter o nível do jogo alto.

Manchester e Chelsea abusaram dos contra-ataques, longos lançamentos e chutes de fora da área. Nenhum deles, no entanto, foi suficiente para abrir o placar durante o primeiro tempo. A melhor chance do time anfitrião surgiu aos 32 minutos, quando Anelka recebeu pela direita e bateu cruzado, obrigando Van Der Sar a espalmar a bola.

Embora os Red Devils tenham começado melhor o jogo, os comandados de Carlo Ancelotti equilibraram a partida e começaram a ficar mais com a posse de bola, mas ainda assim não conseguiam uma grande chance de gol.

O segundo tempo do clássico começou mais agitado, e novamente foi o United que criou a primeira chance de perigo, aos nove, quando o volante Fletcher bateu forte, mas Ricardo Carvalho conseguiu se jogar na bola e impedir que ela tomasse o caminho do gol. Os Blues responderam em seguida, com Lampard aproveitando um cruzamento da direita, mas cabeceando sem precisão.

Aos 20 minutos, o Manchester voltou a assustar com Rooney, que tabelou com Valencia na direita e chutou cruzado, rasteiro, tirando tinta da trave de Cech. Pouco depois, o atacante voltou a obrigar o goleiro a trabalhar, ao arriscar de fora da área uma bola com efeito, que o camisa 1 precisou pular para espalmar.

Mas, movido por seus "jogadores-símbolo", foi o Chelsea que abriu o placar. Aos 31 minutos, Lampard cobrou falta da esquerda e Terry subiu mais do que a defesa e cabeceou ainda na primeira trave, no contrapé de Van der Sar, balançando as redes para o delírio dos presentes no Stamford Bridge.

Em desvantagem no placar, o Manchester United ficou mais nervoso, e a partida começou a ficar tensa para ambos os lados. Após Ricardo Carvalho desarmar Rooney com força, o jovem Evans não se conteve e deu um pontapé no português, tomando cartão amarelo e provocando confusão entre os jogadores.

Desesperado, Ferguson colocou Obertan e Owen nos lugares de Giggs e Anderson, indo com tudo à frente. Querendo segurar a partida, Ancelotti tirou Drogba e Anelka e pôs Kalou e o zagueiro Alex, e se revoltou com os cinco minutos de acréscimo dados pelo árbitro, estes últimos instantes recheados de lances de perigo do United em um claro "ataque contra defesa". No entanto, a retranca azul prevaleceu sobre o time vermelho, e o Chelsea saiu vitorioso e deu um grande passo rumo ao título inglês.

Com o resultado, a equipe do técnico Carlo Ancelotti confirma uma campanha até aqui irretocável na temporada 2009/10 da Premier League. Em 12 jogos, o time londrino tem 30 pontos e é o primeiro colocado, cinco pontos à frente de Arsenal e do próprio Manchester United.

Sevilla bate Villareal com dois gols de Luis Fabiano, e se mantém em terceiro lugar

Com dois gols de Luis Fabiano, o Sevilla derrotou o Villarreal por 3 a 2, neste domingo, no encerramento da décima rodada do Campeonato Espanhol. Com o resultado, a equipe andaluz, que atuou em casa, chegou aos 22 pontos e se manteve na terceira colocação. Barcelona, com 26, lidera seguido de perto pelo Real Madrid (25).

Inspirado, Luis Fabiano, que completava 29 anos neste domingo, abriu o placar aos nove minutos de jogo no estádio Ramón Sánchez-Pizjuan. O francês Pires, aos 29, e Fuster, aos 14 da segunda etapa, viraram o marcador para o Submarino Amarelo que jogou desfalcado do brasileiro Nilmar (o ex-colorado cumpria suspensão).

Mas Fabuloso, que se apresenta ao técnico Dunga neste meio de semana para os amistosos da seleção contra Inglaterra e Omã, tratou de igualar o marcador novamente aos 16 após receber assistência do brasileiro Adriano.

O malinês Kanouté, aos 21, garantiu a “revirada” para os anfitriões. Com a derrota, o Villarreal segue na 16ª posição, com nove pontos, a dois da zona de rebaixamento.

Em jogo de dez gols, Lyon e Olympique empatam no encerramento da 13ª rodada

A partida entre Lyon e Olympique, que encerrou a 13ª rodada do Campeonato Francês ,vai ficar marcada por muito tempo na memórias dos torcedores que foram ao estádio Gerland neste domingo. Em um duelo emocionante e cheio de alternativas, as duas equipes empataram o clássico em 5 a 5.

Com o resultado, o Lyon chegou aos 24 pontos e ficou a um do líder Bordeaux que, também neste domingo, perdeu por 2 a 0 para o Lille fora de casa. Já o Olympique está na oitava posição, com 19.

Logo aos três minutos, Pjanic, que utiliza a camisa 8 que foi de Juninho Pernambucano , abriu o placar para o Lyon. Diawara, aos 12, igualou, mas Govou, dois minutos depois, voltou a colocar os anfitriões na frente.

Cheyrou, aos 44, empatou a partida. Na volta do intervalo, Koné virou para os visitantes aos três. O brasileiro Brandão, aos 34, ampliou para o Olympique.

Quando a vitória por 4 a 2 parecia estar desenhada, o argentino Lisandro López, com dois gols (um aos 36 e outro, de pênalti, aos 39) empatou a partida. Aos 44, o lateral-esquerdo Michel Bastos, surpresa da lista de Dunga para os amistosos da seleção na próxima semana contra Inglaterra e Omã, virou para o Lyon e deixou seus torcedores em polvorosa.

No entanto, mais uma vez, o Olympique buscou o resultado e, nos acréscimos, aos 48, arrancou um pontinho no Gerland graças a um gol contra de Toulalan.

5 de novembro de 2009

Em jogo dramático, Inter evita tragédia, vira sobre o Dynamo e assume a ponta

Com a camisa do Milan, Shevchenko marcou 14 gols sobre a Inter de Milão, sendo que um deles responsável por eliminar os nerazzurri nas quartas de fina da Liga dos Campeões de 2004/2005. E o ucraniano resolveu lembrar dos velhos tempos.

Para esta partida, a Inter pôde comemorar a volta de Sneijder. E logo no primeiro minuto, o holandês quase abriu o placar com um chute que passou ao lado da trave ucraniana.

A partida era marcada pelo equilíbrio até que, aos 21 minutos, Milevskyy tocou para Shevchenko, que dominou no peito e soltou a bomba de canhota. A bola desviou em Cambiasso e encobriu o goleiro Júlio César. Golaço.

A resposta da Inter demorou a ocorrer. Aos 34 minutos, Milito tabelou com Eto'o e chutou para a defesa de Bogush. Contudo, seis minutos depois, Shevchenko voltou a assustar o time italiano em um chute que passou perto do gol de Júlio César.

Precisando desesperadamente da vitória, a Inter voltou para o segundo tempo no ataque. Stankovic arriscou chute que parou nas mãos do goleiro do Dínamo. Em seguida, Samuel cabeceou perigosamente.

E o zagueiro argentino estava determinado a marcar um gol. Aos 21 minutos, Sneijder cruzou e Samuel cabeceou na trave. Três minutos depois, quase a Inter chegou ao empate após jogada de Eto'o que Balotelli tocou para fora.

Melhor na partida, a Inter chegou ao empate aos 40 minutos. Sneidjer chutou para o gol, Milito dominou e bateu para balançar as redes do time ucraniano.

Quatro minutos depois, Muntari chutou e Bogush falhou. Milito tentou, o goleiro do Dínamo rebateu e Sneidjer aproveitou para empurrar para o gol e comemorar a vitória de virada.

Sevilla empata com o Stuttgart e se classifica na Champions

O Sevilla entrou em campo com a tranqüilidade de um time que venceu todos os jogos na competição. Sem pressão, o time espanhol tocou a bola até achar o momento certo de partir para o ataque. Aos 14 minutos, Luís Fabiano deu um bom passe para Jesús Navas, que aproveitou para fazer 1 a 0 para os donos da casa.

O Stuttgart só respondeu aos 27 minutos, com Progrebnyak, em um chute que passou sobre o gol do Sevilla. O time espanhol não deixou por menos e respondeu com Negredo.

Antes que o primeiro tempo chegasse ao fim, cada um dos times teve mais uma chance. Aos 37, o brasileiro Élson arriscou e viu a boa defesa de Javi Varas. No lance seguinte, o Sevilla ameaçou com Romaric, que só não comemorou o gol graças ao goleiro Lehmann.

O Stuttgart voltou para o segundo tempo mais incisivo no ataque e teve boas chances com Rudy e com Tasci, que cabeceou no travessão.

Depois de pressionar o adversário, o time alemão conseguiu chegar ao empate aos 34 minutos. Kuzmanovic recebeu na entrada da área e soltou a bomba para decretar a igualdade.

O Sevilla pode selar a primeira colocação do grupo se empatar com o Unirea, fora de casa, em 24 de novembro. No mesmo dia, o Rangers recebe o Stuttgart.

Villarreal vence e passa Lazio na classificação do Grupo G da Europa League

O Villarreal não tomou conhecimento da Lazio e a derrotou por 4 a 1, nesta quinta-feira, pela quarta rodada da Liga Europa. A equipe espanhola, que construiu o placar rapidamente, voltou à luta por uma das duas vagas do grupo G. O Salzburg bateu Levski Sofia por 1 a 0, com gol no último minuto de jogo.

Com esses resultados, o Salzburg continua na liderança do grupo, agora com 12 pontos conquistados, restando duas rodadas. No entanto, a Lazio, antes isolada na vice-liderança, fica com os mesmos seis pontos do Villarreal.

A partida começou surpreendente. Na primeira falta a favor, cobrada por Pires com dois minutos de bola rolando, o Villarreal abriu a contagem. No minuto seguinte, Baronio recebeu o cartão vermelho por agressão em Llorente e deixou o time italiano com um jogador a menos em campo já no começo.

O time da casa chegou ao segundo gol com menos de um terço do primeiro tempo. Mais precisamente aos 13 minutos, Cani recebeu passe de Pires e, de frente para a área, chutou rasteiro para ampliar a vantagem. Se antes do confronto parecia complicado a missão parecida complicada, agora não mais.

Menos ainda quando a bola voltou a rolar um minuto depois. Após cruzamento da direita, o atacante brasileiro Nilmar foi agarrado na área por Diakhite, e o juiz assinalou penalidade máxima a favor do Villarreal. Pires cobrou com perfeição e não desperdiçou outra chance de movimentar o placar em casa.

Atrás no marcador, a Lazio não se entregou. Em um rápido contragolpe, a bola chegou em boas condições para Rocchi, que foi derrubado na área com um carrinho de Gonzalo. O defensor da equipe espanhola foi expulso, mas o time italiano desperdiçou o pênalti: Foggia cobrou e acertou o travessão.

A Lazio descontou no segundo tempo, com Zárate, mas a reação italiana parou por aí. Tanto que sobrou tempo para o Villarreal anotar mais um. Rossi, em cobrança de pênalti aos 38 minutos, tocou com força no canto direito do goleiro, que caiu para o outro lado e não impediu a goleada amarela.

Amaral na Série A2 do Paulista

O volante Amaral, ex-Corinthians e Palmeiras, vai disputar a Série A2 do Campeonato Paulista de 2010 pelo Grêmio Catanduvense. O jogador de 36 anos foi apresentado na manhã desta quinta-feira com pompas de ídolo em hotel da cidade de Catanduva.

Amaral confessou que foi pego de surpresa com a proposta do Catanduvense, mas que aceitou o projeto de levar o clube à elite do futebol estadual. “A minha carreira está consolidada, o que conquistei durante esses 17 anos de profissão todos já sabem. Esse será mais um desafio que pretendo encarar com seriedade”, declarou o jogador em sua apresentação.

Com vasta experiência, Amaral assume a responsabilidade de conduzir a equipe de Catanduva. “Estou aqui para dar exemplo para os meus jovens. Num posso sair atirando por ai (risos). Aprendi muito na vida e tenho certeza que posso ajudar”.

Natural de Capivari, Amaral iniciou a carreira no Palmeiras, em 1992, e depois rodou o mundo, atuando por Corinthians, Vasco, Grêmio, Vitória, Atlético/MG, Santa Cruz e Barueri, do Brasil; e Parma e Fiorentina, da Itália; Benfica, de Portugal; Besiktas, da Turquia; Al Ittihad, do Qatar; Pogon Szczecin, da Polônia; e, por último, Perth Glory, da Austrália.

O Grêmio Catanduvense disputou a Série A2 pela segunda vez em 2009 e a Copa Paulista, quando foi eliminado na primeira fase da competição, terminando em sexto lugar, com apenas 13 pontos em 14 jogos.