25 de fevereiro de 2011

Entrevista com Rafael Oliveira


A entrevista de hoje é com o jornalista Rafael Oliveira do canal Esportes Interativo. Ele tem um blog sobre campeonato inglês no site do Esporte Interativo e também é comentarista do canal.

Confiram agora a entresvista com Rafael:


Lucas Mergel -> Qual seu time de coração no Brasil ? E na Europa ?

Rafael Oliveira -> O único time que eu torço de verdade é o Real Madrid. No Brasil, sou Fluminense, mas longe de ser torcedor fanático.

LM -> Em que ano se formou ? Onde se formou ? Realmente ama o que faz ?

RO -> Sou formado na PUC-Rio, em 2009. Apesar de ter me formado há pouco mais de um ano, trabalho no Esporte Interativo desde o início de 2007. Acho que o grande segredo para qualquer profissão é realmente gostar do que faz. Eu sou viciado em esportes. Pode parecer moleza “trabalhar com esporte”, mas nem sempre é. Em vários momentos você precisa abrir mão de certas coisas, até pelos horários e fins de semana “perdidos” trabalhando. Se não gostar de verdade do que faz, dificilmente agüenta o ritmo. Eu gosto do que faço.

LM -> Desde que você acompanha a Premier League, qual foi a temporada mais emocionante ? Porque ?

RO -> Comecei a acompanhar a Premier League no fim da década de 90, mas sem conhecer muito dos times ou fazer questão de ver muitos jogos. Apenas criei certa simpatia. Era um momento de reconstrução do futebol inglês, com fortalecimento do campeonato com a criação recente (na época) da Premier League. A primeira temporada que assisti mais intensamente foi a 2002/03. Depois disso, fui viciando cada vez mais. Sou fã da dinâmica de jogo da Inglaterra, sem contar a atmosfera dos estádios. Aos poucos, comecei a gostar também da maneira do inglês enxergar o futebol. Hoje, o que eu mais gosto de fazer é parar nos fins de semana para ver (pela internet) as transmissões das emissoras inglesas.

LM -> Nesta temporada 2010/2011, o Chelsea tem o melhor elenco da Europa? Por que?

RO -> Em elenco, para mim, o Chelsea não tem o melhor nem da Inglaterra. Na minha opinião, o melhor elenco da Premier League é o do Manchester City. São muitas opções de qualidade para todos os setores do campo. Até pela filosofia de corte de gastos, o Chelsea deixou de ter um plantel tão numeroso. Com isso, perdeu alternativas no banco e até vem sentindo um pouco recentemente. Ainda acho que é o maior favorito ao título, mas precisa demais da volta do Lampard. É complicado demais jogar sem os seus principais líderes: Terry, Lampard e Essien sempre machucados, Drogba sem estar 100%.

Mas que fique claro: pode não ter o melhor elenco, mas tem o melhor time. Completo, o Chelsea é o melhor da Inglaterra e é sim um dos maiores favoritos ao título da Liga dos Campeões (ao lado do Barcelona – Coloco o Real Madrid um pouco abaixo dos dois).

LM -> Se tivesse o poder de contratar qualquer jogador da Premier League, qual contrataria? Por que?

RO -> Difícil demais escolher apenas um jogador assim, do nada. Depende do time que eu tivesse, da necessidade, da idade do jogador que eu contrataria... Impossível cravar um nome. Mas posso dizer que sou fã do Lampard (por tudo que fez no Chelsea ao longo da década). Outra boa opção seria o Rooney. Provavelmente, ficaria entre os dois, mas não sei responder exatamente.

LM -> Thierry Henry ou Didier Drogba? Qual atacante foi mais importante nessa década?

RO -> Sem querer ficar em cima do muro, acredito que a década tenha ficado bem dividida entre os dois. Henry na primeira metade e Drogba na segunda. Para mim, o Henry foi mais importante para a Premier League. Ele fez parte do grande salto de qualidade que o campeonato deu até se consolidar como a melhor liga do planeta. Sem contar o desempenho fantástico levando o Arsenal a um título invicto. Drogba chegou em outro momento, e foi igualmente importante, só que para o crescimento do Chelsea. Foi o atacante que tomou conta da posição em uma época de muitos erros nas contratações de Abramovich. Ganhou a disputa com Crespo e não saiu mais do time. Foi fundamental para que o Chelsea se tornasse uma potência no futebol inglês desde então.

Por isso, acho complicado dizer quem foi mais importante. São dois atacantes fantásticos. Mas se tiver que escolher apenas um como o mais importante da década, voto no Henry.

LM -> O que você espera de Mano Menezes frente a seleção brasileira ?

RO -> O Mano é um cara que enxerga muito bem o futebol e que acompanha o que acontece pelo mundo. Isso é o que eu vejo de melhor nele. Ele certamente sabe o que está acontecendo nos principais campeonatos, com os principais jogadores. Tanto que já esteve presente em vários jogos na Europa. Acho isso importante. O trabalho de técnico da seleção é muito complicado. E para o ciclo da Copa de 2014 é uma furada ainda maior. Basicamente, o cara só tem a perder. Se ganhar, é ídolo mas terá feito a “obrigação”. Se perder, é o grande vilão da história do país. É preciso ter coragem para aceitar o desafio. E acho que ele está preparado para isso. Não vejo o Brasil como esse grande time a ser batido. Às vezes, as pessoas se iludem com essa história de que a seleção brasileira é muito melhor que as outras e que tem craques que nenhum outro país tem. Na verdade, acho que a seleção atual não tem nada de tão brilhante assim. Mas é claro que é bem possível sim fazer um bom trabalho e conquistar o título. Só espero que, daqui a quatro anos, ele não seja julgado apenas pelo resultado da Copa do Mundo.

LM -> O Brasil conseguirá sediar uma Copa do Mundo como se espera? Por que?

RO -> Conseguirá, porque até lá tudo vai acabar dando certo. De última hora e estourando os prazos, é verdade. Não que isso seja positivo, porque não é. Na verdade, é vergonhoso. Mas acho muito difícil que a FIFA tire a Copa do Brasil, a não ser que algo muito extraordinário aconteça até lá. Em relação ao “como se espera”, é bem relativo. Não vai ser uma Copa do nível “Alemanha 2006”. Para ser realista, precisa ser comparada ao mundial da África do Sul. E mesmo assim, é bom lembrar que a FIFA tolerou muitas coisas por lá e que não pretende fazer o mesmo em 2014. O Brasil ainda vai ser muito cobrado nos próximos anos, mas vai acabar sediando a Copa. No fim, vai ser legal. Mas todos terão a certeza de que poderia ter sido melhor. É o meu palpite pelo menos.

Aqui está o blog do Rafael Oliveira no portal do Esporte Interativo: http://migre.me/3WQt0

Comentem o que acharam da entrevista.

8 comentários:

  1. excelente entrevista
    acompanho trabalho deles é realmenet bom

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto das mesas redondas do Esporte Interativo, fogem um pouco do convencional. Parabéns pela entrevista.

    Se quiser conferir meu novo post, acesse:

    http://midiacidada.blogspot.com/2011/02/bruna-surfistinha-uma-versao-sem-alma.html

    Abs

    ResponderExcluir
  3. boas perguntas e as respostas tbm foram ótimas.
    gostei do blog
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Uma entrevista descontraída, com perguntas e respostas muito bem colocadas. O trabalho de ambos deve ser elevado, um pelo profisionalismo de jornalista formado e do outro pela perseverança em tentar ser ! Parabéns pela entrevista e pelo blog ! abraço !!!

    ResponderExcluir
  5. Fala Lucas. Muito boa a entrevista com o Rafael. As perguntas foram bem selecionadas.

    ResponderExcluir
  6. entrevista interessante...muito bom...

    ResponderExcluir
  7. FÁBIOOOOO


    Bacana entrevista. Se vê né, em uma so resposta ele deu ou lançou duas situações, onde ele diz que é preciso ter coragem para aceitar o cargo de Técnico da Seleção Brasileira.
    Aí eu pergunto.
    Será que o Muricy teve medo? rs
    Outra questao levantada é dizer que nós brasileiros achamos que todos os bons jogadoires so estao no Brasil e sao somente os brasileiros, o lance ta mudando né isso nao ocorre mais assim e qdo ocorre com a grande massa é culpa da Imprensa que metralha a grande massa com situações megalomaniacas de estrelismos e tal.

    Abraço Lucas

    ResponderExcluir